Saúde

DIA DO SERVIDOR: Serviço humanizado domiciliar prestado aos servidores estaduais é destaque no tratamento contra a Covid-19

terça-feira, 24/11/2020

Jamile Delfino, 37 anos é uma das centenas de vidas atendidas pelo Serviço de Assistência Multidisciplinar Domiciliar (Samd), uma proposta do Governo de Rondônia para humanizar os atendimentos médicos a pacientes de alta complexidade, inclusive servidores do Governo do Estado e familiares, como esta paciente, que positivou para a Covid–19, juntamente com seu esposo, que é policial militar.

“Se não fosse esse atendimento diferenciado e humanizado, meu estado teria se agravado muito mais e não saberia se hoje estaria viva”, declara Jamile, que entrou em contato com o Samd e passou a receber o atendimento domiciliar, igualmente seu esposo. Durante 12 dias, o casal foi assistido pela equipe multidisciplinar, capacitada especificamente para tratamento contra a Covid–19 e hoje está curado. Resultados positivos como este têm feito a diferença na Saúde Pública.

Com o Samd, pacientes conseguem receber todos os cuidados necessários para reabilitação no conforto do lar. Um trabalho em conjunto de profissionais e familiares que tem gerado bons resultados. “Hoje estou bem melhor, apesar de ainda não estar sentindo o olfato. Falei para os amigos e vizinhos sobre o atendimento que me surpreendeu. Uma equipe que está ali, pronta para lhe atender em sua casa, eu nunca havia visto isso antes. Agradeço a cada profissional por todo cuidado”, declarou Jamile.

Samd atendimento Covid 15.10.20 Foto Daiane Mendon%C3%A7a 24 570x380 - DIA DO SERVIDOR: Serviço humanizado domiciliar prestado aos servidores estaduais é destaque no tratamento contra a Covid-19

Da realização de exames à administração de medicamentos, em casa. Esse o diferencial no tratamento humanizado aos servidores

Implantado desde 2010 em Porto Velho, o Samd atende a população pelo Programa Melhor em Casa, convênio do Estado com o governo federal e conta, atualmente, com quatro equipes credenciadas pelo Ministério da Saúde para fazer as visitas de assistência médica a pacientes em tratamento domiciliar. Com a pandemia, o Governo do Estado compreendeu a necessidade de se instalar um projeto visando dar melhor assistência na reabilitação dos servidores da saúde e da segurança acometidos gravemente pela Covid-19. O projeto tem sido eficaz e, com isso, Rondônia não teve desfalque no quadro desses funcionários, diferente do ocorrido em alguns estados.

SERVIDORES ASSISTIDOS

Acompanhamento humanizado. Esse é o diferencial do serviço oferecido pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) aos servidores da Saúde e Segurança Pública, profissionais que têm atuado na linha de frente na luta contra a Covid-19. O tratamento domiciliar também se aplica à família do servidor.

O projeto conta com equipes multidisciplinares compostas por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas e fonoaudiólogos. De acordo com o coordenador do Samd, Antônio Marcos de Souza, o projeto contempla quatro equipes que ficam à disposição para atender esses servidores. O atendimento abrange até o município de Candeias do Jamari. Os servidores são encaminhados para o Samd, por meio da Saúde do Trabalhador, da Policlínica Osvaldo Cruz (POC).

“O tratamento é feito por antibiótico injetável. Por isso que pelo Samd temos uma resposta mais rápida. Porque é como se o paciente estivesse no hospital, sendo acompanhado pela equipe. Além disso, fornecemos aos pacientes os suplementos alimentares para aumento da imunidade, de suma importância para a recuperação”, explica o coordenador. Devido algumas sequelas deixadas pela doença, os pacientes também estão recebendo o tratamento pós–Covid-19 pelos médicos da Saúde do Trabalhador.

PACIENTES ATENDIDOS

Da realização de exames à administração de medicamentos, em casa. Tudo isso e muito mais faz parte do protocolo de combate à doença. Com isso, o atendimento aos pacientes passou a ter mais celeridade. O bom êxito desse trabalho resulta em cerca de cinco mil pacientes atendidos.

De acordo com o médico Sérgio Melo, além do serviço a ser aplicado, houve a necessidade de criar o modelo do atendimento, que vai desde a provisão de medicamentos, por meio da Coordenadoria de Gestão e Assistência Farmacêutica (Cecgaf) para atender as demandas, à organização da realização dos exames através do Laboratório de Análises Clínicas (Lepac).

“Nós montamos o atendimento do servidor na Policlínica Oswaldo Cruz. E o servidor é atendido e então damos início a todo o protocolo de exames, onde identificamos a gravidade, baseado nos resultados. Os exames são feitos no Lepac, após isso são encaminhados para o médico da POC. Havendo alterações, o servidor é encaminhado para o Samd”, detalha.

O modelo de protocolo tem sido eficiente e gerado bons resultados que destacam o Estado de Rondônia na aplicação de ações no combate à Covid–19. Com o atendimento diferenciado aplicado na Capital, o Governo do Estado, por meio da Sesau objetiva apresentá-lo aos demais municípios, mostrando que é possível implantar o sistema voltado aos servidores no enfrentamento à doença. Todo o funcionamento e dados coletados através do protocolo modelo estará contido em artigo científico produzido pelo Doutor Paulo Afonso, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Manaus.

Secom – Governo de Rondônia

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar