Mundo

‘Mantenham a fé, nós vamos vencer’, diz Biden a apoiadores

Os primeiros resultados da noite desta terça-feira (3) pareciam abrir caminho para Donald Trump seguir na disputa à reeleição e mostravam que a corrida não teria ampla vantagem para Biden, ao contrário do que apontavam as pesquisas

sábado, 05/12/2020

WILMINGTON, DELAWARE, EUA (FOLHAPRESS) – Candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden fez na madrugada desta quarta-feira (4) um discurso rápido para seus apoiadores em que pediu fé e paciência para aguardar os resultados das eleições, que ainda seguiam indefinidos.

Na tentativa de controlar a narrativa da noite, o democrata citou estados decisivos, como Wisconsin, Michigan e Pensilvânia, no Cinturão da Ferrugem, além de Minnesota, Arizona e Geórgia -estes dois últimos, redutos republicanos no sul do país- como possíveis vitórias que o levariam à Presidência.

Os primeiros resultados da noite desta terça-feira (3) pareciam abrir caminho para Donald Trump seguir na disputa à reeleição e mostravam que a corrida não teria ampla vantagem para Biden, ao contrário do que apontavam as pesquisas.

Trump ganhou Flórida e Ohio, dois estados decisivos, segundo as projeções, e virou a disputa mais uma vez para o Meio-Oeste americano. Biden, por sua vez, ganhou Arizona e Minnesota.

“Mantenham a fé, nós vamos vencer”, disse Biden em Wilmington, cidade onde mora em Delaware. “Nós sabíamos que a votação antecipada sem precedentes faria [a apuração] levar um tempo. Eles sabem que todo voto conta, toda cédula conta, estamos nos sentindo bem sobre onde estamos.”

O recorde de votos antecipados -a maioria por correio- atrasou apurações em diversas regiões, principalmente no Meio-Oeste, como Pensilvânia e Michigan. O voto postal também pode ter causado distorções no início da contagem, já que é a modalidade de preferência de eleitores democratas.

Estados que apuram primeiro os votos presenciais, portanto, poderiam dar vantagem inicial para Trump, porque essa é a forma mais usada por republicanos, mas nada impedia que o cenário mudasse conforme a contagem avançasse, com a entrada dos votos feitos por correspondência, de maioria democrata.

LEIA TAMBÉM:

Trump chama Bon Jovi de ‘puxa-saco’ e critica Lady Gaga após artistas apoiarem Biden

“Não é meu lugar ou de Trump dizer quem ganhou essa eleição, é uma decisão do povo americano”, completou Biden.

O temor da campanha democrata é que o presidente se autodeclare vencedor com os resultados iniciais. Trump anunciou logo após o discurso de Biden que faria também um pronunciamento à nação nesta madrugada.

Biden falou por pouco mais de três minutos em um comício estilo drive-in, em que buzinas fazem as vezes de aplausos, num formato adaptado às regras de distanciamento social impostas pela pandemia.

Assessores de Biden avaliavam que, em 2000, quando Al Gore perdeu para George W. Bush após uma disputa de voto acirrada decidida na Suprema Corte, o democrata falhou ao não se pronunciar rapidamente, deixando Bush controlar a narrativa.

Com o discurso desta madrugada, Biden tentava sair na frente e vacinar qualquer manobra de Trump, que já ameaçou contestar os resultados, caso perca a eleição.
Pouco depois da 1h (3h de Brasília), Biden tinha 223 votos dos 270 que precisava no Colégio Eleitoral para vencer. Trump, por sua vez, tinha 212.

FOLHAPRESS

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar