Energisa
GOV RO RURAL 970x250 01 05

Programa Mais Luz para Amazônia alcança cliente número 100 em Rondônia

26 abril, 2022

Programa conta com apoio do Ministério de Minas e Energia para levar energia elétrica sustentável 24 horas por dia para moradores de áreas remotas  


Após cerca de dois meses do início das instalações do Mais Luz Para Amazônia em Rondônia, 100 famílias ribeirinhas do Baixo Madeira em Porto Velho já contam com energia elétrica sustentável e 24 horas por dia em suas casas. Terra Firme, Ilha Nova, Firmeza, Ilha Assunção e Ressaca estão localizadas à cerca de 150 km de barco do centro da capital e foram atendidas pela iniciativa que visa universalizar o acesso à energia. 

Programa Mais Luz para Amazônia alcança cliente número 100 em Rondônia

Oscarina Vieira conta que por 30 anos conviveu com a lamparina e com o gerador portátil, que somente era usado para conservar os alimentos. “O combustível era caro e as vezes o gerador quebrava. Muitas vezes a carne e as polpas de frutas estragaram por falta de refrigeração”, afirmou. Ela comemora a chegada da energia, através das placas solares, pois agora vai poder usufruir de pequenos prazeres da vida. “Quero assistir os cultos na internet e ouvir música”, disse.  

A empresa ainda instalou a rede elétrica dentro do imóvel das famílias que não tinham o sistema e forneceu lâmpadas LED, que são mais eficientes e econômicas. Os moradores receberam um kit com instruções sobre o programa do governo federal, 

Joelson dos Santos Vieira é agricultor na pequena comunidade de Terra Firme, localizada às margens do Rio Madeira em Porto Velho. Há trinta anos mora na localidade e conta que não conseguia fazer nada a noite devido à escuridão. Ele precisava usar lanterna para andar dentro da própria casa à noite. “Eu não podia comprar as coisas no mercado para guardar aqui, porque não tinha energia para usar uma geladeira. A gente salgava a carne e o peixe para não estragar”. Sua casa foi a primeira a receber o Mais Luz Para Amazônia, programa do governo federal e do Ministério de Minas e Energia que a Energisa está desenvolvendo em Rondônia. 

Segundo Alfredo João de Brito, gerente de construção e manutenção da Energisa em Rondônia, o ritmo de trabalho está dentro do cronograma, apesar das recentes chuvas intensas, e conta com dedicação integral de equipes especializadas na instalação. “Estamos muito engajados em cumprir o planejamento, pois compreendemos a transformação que acontece quando a energia elétrica chega a essas comunidades. O programa ainda tem grande valor social, pois promove a inclusão de cidadãos e permite usufruir de itens básicos na sociedade contemporânea como a educação através da internet, a conservação de alimentos e a geração de renda”, frisou. 

Brito explica que o sistema solar foi a alternativa encontrada para levar energia elétrica onde não há viabilidade técnica para construção de rede convencional. A empresa está investindo R$ 32 milhões para instalação de sistemas de geração solar e armazenamento de energia nos lares de 900 famílias mapeadas.  

Nesta etapa, 68 comunidades em Costa Marques, Cujubim, Guajará-Mirim, Jaci-Paraná, Machadinho D’Oeste, Porto Velho, Rio Crespo, São Francisco do Guaporé, Seringueiras e Vale do Anari vão receber o Mais Luz Para Amazônia. Mais de 3 mil placas solares serão instaladas nos 900 imóveis.  Segundo o gerente, já está em execução o mapeamento das comunidades que serão atendidas no próximo ano. Conheça detalhes do programa Mais Luz Para Amazônia no site www.energisajuntos.com.br  

Fonte: Assessoria

Roagora Fanpage

Comentarios