ALE 01 09
GOV 13 11

Motorista de aplicativo é executado a tiros

17 janeiro, 2021

Um motorista de aplicativo, identificado como Felipe Alexandre, foi encontrado morto neste sábado (16) no povoado Santa Maria, na saída da cidade de Timon, no Maranhão. Ele estava desaparecido desde a noite desta sexta-feira (15).

De acordo com as informações colhidas pelo Meionorte.com, a vítima teria ido para Timon fazer uma corrida para uma pessoa que lhe devia, onde acabou sendo executado a tiros. Há também informações de que ele tenha sido golpeado no rosto, que estava desfigurado. Outros profissionais do segmento de transporte se mobilizaram e realizaram buscas por Felipe durante por horas, mas sem sucesso.

Antes de desaparecer, Felipe divulgou um áudio em grupo de motoristas de aplicativos de Teresina alertando sobre a corrida que iria fazer. “Vou fazer uma corrida agora e um cara lá tá me devendo quase R$ 300, entendeu? Já tava com quase duas semanas. Mandava mensagem pro cara, ligava e nada. Eu não tava conseguindo contato com ele. Fui na casa dele duas vezes e não consegui achar ele. Hoje o cara precisou de mim e vou buscar ele hoje lá no miolo dos 40 (facção). Vou resgatar esse dinheiro. Vou deixar aqui a localização ligada e o botão do pânico já no jeito. Qualquer coisa se eu precisar da ajuda de vocês, quero contar com o apoio”, disse.

LEIA TAMBÉM:

Homem sai para sacar dinheiro em banco e desaparece

Câmeras de segurança de um posto de gasolina de Timon também flagraram o motorista pela última vez. Seu corpo foi localizado em uma região de mata do povoado e levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Timon. Seu veículo foi encontrado na região da avenida Coheb, no bairro Cidade Nova. A Polícia Civil investigará o caso.

Motoristas pedem mais segurança

Em entrevista ao Meionorte.com, o motorista de aplicativo Delcir, que localizou o corpo da vítima, informou que diversos outros colegas estão em frente ao IML de Timon aguardando a liberação para Teresina e que irão promover um protesto, por mais segurança aos profissionais e justiça. “Nós estamos discutindo aqui em grupos para que nós possamos tomar uma decisão se a gente vai rodar em Timon por esses dois dias ou não. Nós queremos justiça, pois estamos sofrendo muito com assaltos e agora aconteceu o pior, a morte do nosso parceiro felipe”, disse.

Francisco Batista, mais conhecido como ‘Francisco dos aplicativos’, está em uma das plataformas há 4 anos, desde quando a modalidade chegou em Teresina. Em desabafo à reportagem, o profissional disse que a categoria precisa de socorro, pois está à mercê da bandidagem. “Nós estamos precisando de socorro. Já estamos sufocados por essa bandidagem, que está assolando não só a Timon, assim como Teresina. A gente vai de todas as formas reunir as lideranças para nos proteger, pois a segurança não nos protege mais.

Fonte: Meio Norte

Roagora Fanpage

Comentarios