Energisa
GOV 970x250 18 02

Homem é morto após “mexer” com mulheres de facção

12 março, 2022

Sete pessoas, entre elas cinco homens e duas mulheres, suspeitas de envolvimento no homicídio ocorrido na sexta-feira (11) no município de Tangará da Serra (239 km de Cuiabá) foram identificadas e presas em flagrante pela Polícia Civil, menos de 12 horas após o crime.

Homem é morto após “mexer” com mulheres de facção

As investigações iniciaram logo após a localização do corpo de Antônio Benedito da Silva Freire, de 34 anos, em uma estrada rural do município.  Ele teve a cabeça decapitada. Também é investigada a hipótese de que os presos são integrantes de uma facção criminosa.

No local, as equipes encontraram a vítima caída no chão com perfurações de faca na região do dorsal e decapitada com um corte no pescoço. Havia sinais pelo corpo da vítima que apontavam que ela foi torturada antes de ser executada.

Logo após a localização do corpo, equipes da Polícia Civil com apoio da Polícia Militar iniciaram as diligências para identificar os envolvidos no crime, chegando a sete suspeitos, todos eles moradores do bairro Vila Esmeralda. Os envolvidos, sendo quatro homens, duas mulheres e um adolescente foram detidos e conduzidos à delegacia de Tangará da Serra.

Segundo o delegado, Adil Pinheiro de Paula, as investigações apontaram que o crime foi motivado pelo fato da vítima ter “mexido” com algumas mulheres do bairro, o que teria gerado descontentamento dos envolvidos no homicídio.

“O menor confessou a participação na morte da vítima e confirmou que os envolvidos se organizaram para cometer o crime, pelo fato da vítima ter mexido com duas meninas do bairro. A vítima foi raptada pelos suspeitos e levada no próprio carro até a estrada onde ocorreu o crime”, disse o delegado.

Diante dos fatos, os suspeitos foram autuados em flagrante pelo crime de homicídio qualificado e o menor responderá a ato infracional análogo a homicídio.

Fonte: Folha Max

Roagora Fanpage

Comentarios