ALE 01 09
GOV 11 12

Ex-policial militar que matou jovem durante festa em Jaru é condenado a mais de 16 anos de prisão

12 novembro, 2021

Um ex-policial militar foi condenado a 16 anos e dois meses de reclusão por ter matado um jovem a tiros durante uma festa em Jaru (RO). O crime foi em outubro de 2018. Além da prisão, o acusado perdeu a função pública.

Ex-policial militar que matou jovem durante festa em Jaru é condenado a mais de 16 anos de prisão

À Rede Amazônica, o promotor do caso informou que não recorrerá da sentença, pois, segundo ele, a decisão foi satisfatória.

O julgamento do caso Noar da Silva ocorreu na tarde de quarta-feira (11) e durou cerca de 12 horas.

O crime de homicídio pelo qual o ex-policial foi julgado ocorreu durante uma festa dentro de um clube no Setor 3, em 30 de outubro de 2018.

Na época, o policial militar era lotado no quartel de Várzea Grande (MT) e ele tinha vindo a Rondônia para visitar parentes em Theobroma.

No dia do crime, o jovem de 19 anos foi morto após ser atingido por disparos efetuados pela arma do policial após discutir com o PM.

Outros disparos acertaram também uma moto e o pneu do ônibus da banda que se apresentava no local.

O policial chegou a fugir, mas acabou sendo localizado minutos depois e preso em flagrante, onde confessou ter matado o jovem Noar da Silva.

Fonte: Rede Amazônica

Roagora Fanpage

Comentarios