api 01 05
banner 09-06  01

Bebê é internada após engolir pedras de crack do pai

25 junho, 2021

Uma bebê, de sete meses, foi internada no Hospital João de Deus, em Divinópolis, no Estado de Minas Gerais, após engolir, acidentalmente, duas pedras de crack que pertenciam ao seu pai.

Bebê é internada após engolir pedras de crack do pai

A Polícia Militar foi acionada pelo hospital e registrou o fato. Os agentes conduziram o pai da menina, que tem 20 anos, até a delegacia.

Segundo o que contou o pai da bebê, a menina brincava no tapete de casa quando engoliu a droga.

A assessoria do hospital informou que a família não autorizou passar informações sobre o estado de saúde do bebê.

A Polícia Civil informou que os pais foram ouvidos e liberados por falta de provas.

LEIA TAMBÉM:

Veja momento em que ladrão tem dedos cortados pelo tribunal do crime; cenas fortes

Mulher é agredida, violentada e deixada amarrada em árvore

Acidente entre carreta e ônibus deixa 37 feridos

Bebê morre em residência e pais são levados presos suspeitos de maus tratos

Em depoimento, pai de garoto carbonizado em Vilhena, diz que ele brincava com isqueiro; mãe está intubada e em estado grave

Adolescente é torturada por mulher de 51 anos após discussão

Criança de 3 anos morre ao cair em cisterna em sítio

Suspeito de matar e decapitar homem em Presidente Médici é preso

Padrasto é acusado de estuprar enteada de 2 anos e transmitir doença venérea

Em comunicado, a Polícia Civil afirmou que “instaurou inquérito para investigar possível prática do crime de expor a vida ou a saúde de outrem a perigo, previsto no art. 132 do Código Penal. Os pais da criança foram ouvidos nessa segunda-feira (21/6), e o prontuário de atendimento da criança requisitado à unidade de saúde. Os fatos seguem em apuração na Delegacia Regional de Polícia Civil em Divinópolis”.

O Ministério Público também apura o ocorrido e segundo o promotor Casé Fortes, os pais da bebê moram em outro município e são usuários de drogas.

Segundo o portal G1, o promotor explicou que serão abertos dois processos, sendo um para preservar o bem estar da criança e o outro criminal, para apurar a falha dos pais. Os dois poderão responder por maus tratos e até tentativa de homicídio, segundo o promotor.

Fonte: Catraca Livre

Roagora Fanpage

Comentarios