Ale RO ate dia 7/04

Após ficar um mês em coma, médico consegue milagre e volta a atender pacientes: ‘Eu renasci’

16 dezembro, 2020

Renascimento. É assim que o médico Cláudio Sérgio Martins, de 32 anos, classifica a sua vitória contra a Covid-19. Integrante da linha de frente no combate à doença, o profissional da área da saúde passou 59 dias internado, sendo que 30 deles em coma induzido, por conta de complicações do coronavírus, ele conseguiu dar a volta por cima.

Depois de um longo tempo afastado de suas atividades na luta pela vida, o médico, que reside em São Vicente, em São Paulo, retornou aos trabalhos nesta semana. “Atender é voltar um pedacinho da vida que a doença tentou me roubar”, disse ele, em entrevista ao G1.

O diagnóstico

Atuando na linha frente contra a Covid-19 no litoral paulista, Cláudio começou a sentir febre e, posteriormente, os sintomas de cansaço forte apareceram, além de um decréscimo significativo na saturação.

Após algumas semanas, os sintomas não diminuíram, e Cláudio precisou ser internado. Neste período de quase dois meses, o profissional de saúde chegou a ter 80% dos pulmões comprometidos, e ainda foi submetido a uma cirurgia no estômago, após apresentar um quadro de isquemia mesentérica.

LEIA TAMBÉM:

BRASIL: País tem recorde diário e ultrapassa 7 milhões de casos de covid-19

Pazuello volta a falar em vacinação contra a covid-19 só em fevereiro

‘Eu não vou tomar vacina e ponto final, problema meu’, diz Bolsonaro

Cláudio passou por uma traqueostomia e foi colocado em coma induzido. O milagre veio em outubro, quando o profissional de saúde apresentou uma expressiva recuperação, e recebeu alta. De volta à ativa, Cláudio disse que agora vê os pacientes com Covid-19 com uma ótica diferenciada, sempre recordando tudo o que passou. O profissional de saúde classifica que não chegou a hora.

“Eu renasci, não era minha hora, mesmo. O vírus pode entrar em você, dar uma voltinha e ir embora, ou pode entrar e causar um estrago. Por isso, é preciso se conscientizar, a gente já aguentou tanto [a quarentena], podemos aguentar um pouco mais”, desabafou Cláudio.

Fonte: I7News

Roagora Fanpage

Comentarios