ALE 01 09
GOV-2 13 11

Vereadores, Semast e grupo de inscritos das casas do conjunto Cidade Verde foram convidados para discutir se houve ilegalidade ou não no sorteio

26 janeiro, 2021

Os participantes do sorteio desconfiam de irregularidades


Os vereadores de Cacoal, foram convidados na tarde desta terça-feira (26), de janeiro pela secretária municipal de assistência social e trabalho – (Semast), Dr. Michelle Pavani, para uma discussão pertinente ao sorteio das casa (Casinhas), do conjunto habitacional Cidade Verde, que faz parte do programa minha casa minha vida do governo federal.

As casa foram sorteadas no último dia (22), de Dezembro de 2020, (Na gestão da ex-prefeita Maria Simões).

Vereadores, Semast e grupo de inscritos das casas do conjunto Cidade Verde foram convidados para discutir se houve ilegalidade ou não no sorteio

Um grupo de dez famílias presentes na reunião, estão alegando que o sorteio não foi transparente, e reivindicam um novo sorteio.

Algumas famílias chegaram a montar acampamento na proximidades do conjunto habitacional, como forma de protesto.

O presidente do conselho municipal de assistência social, José Carlos, disse que o sorteio transcorreu dentro da normalidade, inclusive os itens do sistema de sorteio, estão lacrados aguardando a perícia sugerida pelos vereadores João Paulo Pichek (Republicanos), e Paulinho do Cinema (PSB), que acompanharam o sorteio.

O presidente da Comissão de Saúde, Educação e Assistência Social, Luiz Antônio Nascimento Fritz (PSD), percebeu que tem algo no mínimo muito estranho, e sugeriu que seja formada uma comissão de averiguação, junto a Semast e com essa averiguação será possível descobrir se houve ou não fraude.

O parlamentar argumentou ainda que caso comprovado a fraude, a comissão irá enviar todas as informações à Polícia Federal (PF), para investigação e providências.

Fritz, afirmou ainda que numa situação como essa, onde Trezentas (300), casas populares foram sorteadas, jamais poderia utilizar um sistema (App) gratuito, isso é inadmissível, concluiu Fritz.

Participaram da discussão na Semast, os vereadores Antônio Damião Martins (Podemos) – Vice-Presidente e Dr. Paulo Henrique dos Santos Silva (PTB) – Membro da comissão de saúde.

Ezequiel Câmara (PP), Josisvan Coelho de Almeida (PSC), Romeu Rodrigues Moreira (DEM).

O diretor da defensoria pública Dr. Roberson Bertone e a procuradora geral do município de Cacoal, Dr. Viviani Ramires.

O próximo passo é aguardar os tramites legais com a formação da comissão de averiguação da Câmara.

 

Fonte: Assessoria

 

Roagora Fanpage

Comentarios