DestaquePolícia

Taxista de 52 anos é espancado, não resiste e morre

Segundo fontes, o agressor trabalhava no terminal rodoviário há cerca de seis anos e neste período coleciona aproximadamente 40 notificações no Sindicato dos Taxistas.

sexta-feira, 04/12/2020

Morreu nesta sexta-feira (4/09), o taxista, Jocely Gaspar Cordeiro, de 52 anos. Ele não resistiu às agressões que sofreu no dia 17 do mês passado no terminal rodoviário, onde trabalhava, em Alta Floresta (803 km de Cuiabá). A violência partiu de um colega de trabalho.

“Pelé”, como era conhecido, havia sido transferido para Cuiabá, devido ao agravamento do seu quadro. Segundo informações, a vítima teve fratura no joelho e por ser uma cirurgia de risco, teve que ser transferido.

A situação foi encaminhada também à Prefeitura de Alta Floresta, uma vez que o funcionamento do ponto de táxi é feito por meio de concessão.

Segundo fontes, o agressor trabalhava no terminal rodoviário há cerca de seis anos e neste período coleciona aproximadamente 40 notificações no Sindicato dos Taxistas.

LEIA TAMBÉM:

Acidente deixa carros danificados no centro de Pimenta Bueno

Polícia Militar age rápido e socorre vítima de esfaqueamento em Pimenta Bueno

O corpo de Jocely será transladado para Alta Floresta, onde ocorrerá o enterro.

O caso também foi comunicado a Polícia Civil (PC) de Alta Floresta.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar