banner Api 01/05

Quatro jovens são executados após ‘trairem’ facção

7 abril, 2020

Quatro jovens foram executados por criminosos, na madrugada de sábado (4), em Sinop (500 km da Capital). O delegado responsável pelas investigações, Bráulio Junqueira, afirmou que as mortes foram determinas por uma facção criminosa, devido a atritos e disputa pelo tráfico de drogas.

As vítimas são dependentes químicos e teriam cometido “cabritagem”, uma espécie de traição ao ter comprado drogas de outra organização criminosa.

Ordens foram dadas para os assassinatos, um dos executores foi preso, os outros e o mandante estão foragidos.

No caso de Izael Nunes Oliveira, de 30 anos, ele foi esfaqueado pelo seu primo de 23 anos, na Rua das Acálifas, no Jardim das Violetas. A vítima chegou a ser encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos. O primo de Izael foi preso e confessou os crimes.

Já Ailton da Silva, de 25 anos, foi executado a tiros na Rua Bom Jesus, no Jardim Araguaia. Ele chegava em casa e desceu do seu carro para abrir o portão no momento do crime.

A terceira morte foi de adolescente, que não teve a identidade revelada. Ele foi atacado no bairro Jardim Bom Esperança e chegou de ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu na UPA.

Abraão Lincon de Oliveira Costa, foi assassinado na Rua Caiabi, o bairro Pequena Londres.

VEJA TAMBÉM:

Suposto membro do Comando Vermelho sequestra e estupra menina de 13 anos

Com exceção de Izael, todas as mortes tiveram o mesmo ‘modus operandi’, em que uma dupla em uma motocicleta cercava as vítimas e atirava.

A Polícia Civil investiga o caso.

Fonte: RepórterMT

Roagora Fanpage

Comentarios