GOV 01 09
ALE 01 09

Preso no Mato Grosso empresário que matou pai à tiro e filho a enxadadas na região de Espigão do Oeste há mais de 20 anos

6 agosto, 2021

Um homem de 52 anos, empresário na cidade de Matupá, a 695 km de Cuiabá, em Mato Grosso, foi preso pela Polícia Civil ontem (quinta-feira, 05), em cumprimento a um mandado expedido pela Justiça da Comarca de Espigão do Oeste, em Rondônia, por homicídio cometido há mais de duas décadas.

Preso no Mato Grosso empresário que matou pai à tiro e filho a enxadadas na região de Espigão do Oeste há mais de 20 anos

Investigadores da Delegacia Regional e da Municipal de Guarantã do Norte (MT) conseguiram prender o foragido após realizar monitoramento desde que receberam informações de que ele estava residindo em Matupá.

Em1998, em um crime possivelmente motivado por uma disputa de terras em Rondônia, o foragido matou um desafeto com um tiro de espingarda. O filho da vítima também foi morto a golpes de enxada. Após o crime, o autor fugiu.

Depois de várias diligências, os investigadores conseguiram localizá-lo nas dependências de um posto de combustível em Matupá. Ao ser dada voz de prisão, ele não resistiu à abordagem policial.

O acusado foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Matupá e permanece à disposição da Justiça.

Além do crime em Rondônia, ele é investigado pela Polícia Civil no inquérito que apura o homicídio do empresário Gilberto de Oliveira Couto, de 46 anos, o “Beto Caça e Pesca”, ocorrido em maio deste ano, em Guarantã do Norte. Durante investigação do homicídio, a equipe da Delegacia de Guarantã do Norte descobriu o mandado que estava em aberto pelo crime cometido em Rondônia.

LEIA TAMBÉM:

Preso em hospital de Cuiabá, homem que matou e roubou amigo em Rondônia

Bebê é internada após engolir pedras de crack do pai

Pai atira contra o filho de 17 anos que tentava vender tábuas de residência

Mulher sofre tentativa de homicídio em Alta Floresta

Criança assassinada com tiro na cabeça é encontrada por vizinho

Deputados destacam importância de evento da Arom para discutir finanças dos municípios

Homem é preso por plano de matar 3 mil pessoas, especialmente mulheres

Pastor acusado de estupro contra 12 fiéis é preso

Personal é preso por abusar de menina de 12 anos em academia

Morre policial civil que atirou em sua própria cabeça em Vilhena

MORTE EM GUARANTÃ

Gilberto Couto foi morto na manhã de 25 de maio, em frente a sua residência, no bairro Jardim Vitória. A vítima apresentava ferimentos de arma de fogo nas costas e cabeça e estava a aproximadamente quatro metros da sua motocicleta.

No final de maio, a Delegacia de Guarantã do Norte cumpriu a prisão de três pessoas também investigadas por envolvimento no homicídio, entre elas a ex-esposa do empresário, o atual namorado dela e o filho da vítima.

Conforme a investigação, o crime foi motivado por questões patrimoniais, relacionadas a divisões de bens de herança.

Fonte: PJC/MT

Roagora Fanpage

Comentarios