DestaquePolícia

Policial reage a assalto e mata bandido que agredia idosa de 69 anos para roubá-la

quinta-feira, 26/11/2020

Um jovem de 22 anos foi morto enquanto tentava roubar, junto de outro comparsa, uma idosa de 69 anos em uma casa da Avenida Rio Madeira, em Porto Velho. O caso ocorreu na noite de sábado (24) no bairro Nova Porto Velho.

Segundo boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil, a idosa tinha acabado de chegar com um amigo, um policial militar de 49 anos, quando dois assaltantes armados entraram na casa e anunciaram o roubo. A dupla exigia a todo instante que a idosa entregasse um provável dinheiro oriundo da venda de gado.

A vítima negou ter o dinheiro e nesse momento os suspeitos levaram a idosa e o policial para um dormitório. A idosa começou a gritar e acabou agredida pelo suspeito identificado como Leonardo Seixas Mendes da Silva, que ainda lhe enforcou.

De acordo com a polícia, os suspeitos agiam com bastante agressividade e chegaram a jogar a moradora no chão.

Um homem que mora no mesmo terreno ouviu os gritos e foi ver o que estava ocorrendo na casa da idosa. Neste momento ele quase foi rendido por um dos suspeitos, mas conseguiu correr e se trancar no apartamento onde reside..

Dentro do quarto da vítima, um dos suspeitos continuava em busca do dinheiro e passou a revistar o policial dentro do cômodo. Armado com uma pistola, o suspeito ameaçou então atirar no policial e o militar conseguiu pegar sua arma de trabalho e efetuou dois disparos contra Leonardo, que caiu no chão (baleado).

O PM então saiu do cômodo para prender o segundo suspeito e este também ameaçou atirar com o revólver que portava. O policial então desferiu um disparo de arma de fogo na direção do 2° suspeito, que empreendeu fuga em um carro modelo Etios.

LEIA TAMBÉM:

Polícia prende pai e madrasta após criança cair do quarto andar de apartamento

O SAMU foi acionado para ir até a casa para socorrer o suspeito baleado, mas Leonardo, de 22 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

A perícia criminal constatou que a arma utilizada por Leonardo Seixas Mendes da Silva era um simulacro. O celular e a carteira que estavam no bolso do suspeito morto foram apreendidos.

O segundo suspeito não foi identificado até a publicação da reportagem.

G1 RO

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar