api 01 05
banner Api 01/05

PF desarticula organização criminosa voltada para o tráfico de drogas e fabricação de cédulas falsas

23 março, 2021

A Polícia Federal de Ji-Paraná deflagrou, na manhã desta terça-feira (23), a Operação Gênesis, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa voltada para o tráfico de drogas e fabricação cédulas falsas. Dois mandados de busca e apreensão e um de prisão foram expedidos pela Justiça.

De acordo com a PF, os investigados são integrantes de uma organização criminosa que atua na região de Ji-Paraná com a prática de crimes de tráfico de drogas e distribuição cédulas falsas.

As investigações tiveram início após a prisão em flagrante de parte do grupo, em junho de 2020, em virtude de terem sido flagrados portando alta quantia em cédulas falsas.

PF desarticula organização criminosa voltada para o tráfico de drogas e fabricação de cédulas falsas

Após amplos levantamentos, a Polícia Federal identificou que o líder do grupo é um preso do Presídio Dr. Agenor Martins, localizado em Ji-Paraná, o qual comandava a organização de dentro do presídio.

Além disso, a Polícia descobriu ainda que as ordens emanadas pelo líder da organização eram cumpridas por pessoas de sua confiança, que seriam responsáveis por realizar as atividades ilícitas fora do presídio. Essas pessoas foram identificadas e são responsáveis pelo cometimento de diversos crimes na região de Ji-Paraná.

LEIA TAMBÉM:

Homem é preso por estuprar criança por dois anos em Mato Grosso

Policia Federal deflagra operação contra extração de madeira em terras indígenas de Ministro Andreazza e Cacoal

PF investiga esquema criminoso que funcionava na Assembleia Legislativa do Acre

Homem é amarrado em tronco de árvore com faca cravada nas costas próximo a córrego

Nota do Governo de Rondônia sobre a realização do Enem 2020

Homem mata amigo durante bebedeira e acaba preso só de calcinha

O nome da operação está relacionado ao versículo da bíblia que o presidiário utilizava para fazer anotações sobre a prática criminosa.

A Polícia Federal continuará a investigação a fim de apurar e identificar a amplitude da organização criminosa, bem como o envolvimento de outras pessoas.

 

Fonte: Rondoniagora

 

Roagora Fanpage

Comentarios