BANNER GOVERNO

Pastor morre aos 67 anos por complicações de saúde após ser infectado pela covid-19 em Chupinguaia

30 janeiro, 2021

O pastor da Igreja Batista Nacional, João Messias Nunes, de Chupinguaia, morreu por volta das 22h desta sexta-feira, 29, num hospital de Porto Velho.

Ele tentava reverter complicações de saúde após ser infectado pela covid-19.

João, de 67 anos, morava há 15 anos em Chupinguaia, já trabalhou no frigorífico Marfrig e atualmente era servidor público municipal, lotado na prefeitura.

Em áudio enviado a reportagem o ex-vice-prefeito desse município, Messias Castorino, que é irmão de João, disse que o pastor estava internado há alguns dias na unidade de saúde da capital

Pastor morre aos 67 anos por complicações de saúde após ser infectado pela covid-19 em Chupinguaia

“Ele teve covid-19. Foi transferido a um hospital de Porto Velho e, chegando lá, já foi intubado. Dias depois teve problemas de rim e de pulmão. Ontem à noite teve parada cardíaca e veio a óbito”, explicou Messias.

LEIA TAMBÉM:

Servidora da saúde vai à Delegacia e denuncia “fura-fila” da vacina contra a covid-19 em Vilhena

A família informou que o corpo de João deve chegar na cidade de Chupinguaia por volta das 12h de hoje e, após uma oração, será sepultado no cemitério local. Ele era casado e deixa 5 filhos.

Em nota de pesar, a prefeita Sheila Mosso lamentou o falecimento do pastor. “É com profundo pesar que informamos o falecimento do pastor João Messias, que não resistiu às complicações ocasionadas pelo coronavírus, vindo a óbito.

Ele deixa um grande legado de amor à família e à comunidade. Diante desta perda irreparável, externo minha solidariedade e conforto aos familiares e amigos para que atravessem este difícil momento de luto”, disse a mandatária municipal.

Fonte Extraderondônia

 

Roagora Fanpage

Comentarios