Ale RO ate dia 7/04

Pastor encontrado morto em motel torturou a mulher em live

9 março, 2021

A Polícia Civil identificou como Jesus Gorgs o homem de 41 anos achado morto em um motel, na manhã da última segunda-feira (8/3), na Avenida Duque de Caxias, em Campo Grande. Em março de 2020, ele, que era pastor, trancou a esposa em casa e gravou uma live torturando a vítima.

Segundo a Polícia Civil, Gorgs deu entrada no estabelecimento por volta das 3h, acompanhado de uma mulher. Às 8h, o religioso pediu a liberação da acompanhante e, cerca de 20 minutos depois, ligou para um amigo dizendo que estava passando mal.

Pastor encontrado morto em motel torturou a mulher em live

LEIA TAMBÉM:

Fazendeiro brasileiro é assassinado no Paraguai

Mecânico de 35 anos é assassinado a tiro em Jaru

Motorista Rondoniense morre atropelado ao tentar salvar mulher bêbada do meio da BR-163 em MS

Acidente com carro de funerária mata motorista e caixão com corpo fica destruído; IMAGENS FORTÍSSIMAS

Homem é assassinado a tiros em Nova Brasilândia

Crime

No dia 12 de março, Gorgs prendeu a mulher em um sobrado onde viviam, no Giocondo Orsi, em Campo Grande. Ele promoveu uma série de barbáries, inclusive a deixou nua e fez uma transmissão ao vivo onde aparecia cortando os cabelos dela.

As cenas foram gravadas de madrugada e durante o dia. Ao todo, o ex-pastor manteve a mulher presa por 12 horas. A vítima apenas chorava e pedia que Jesus parasse com as torturas.

Equipes da Polícia Militar, Bombeiros e do Bope foram acionadas. Depois de esgotadas as tentativas de negociação, a polícia invadiu a casa e prendeu Jesus em flagrante.  Com informações de Metrópoles e portal Topmídia News.

Fonte: Fatoamazonico

Roagora Fanpage

Comentarios