GOV 01 09
ALE 01 09

Pastor é acusado de estuprar menina de 12 anos diante do irmão dela

4 agosto, 2021

Um pastor que coordena grupo de crianças e jovens em uma igreja é acusado pelo estupro uma adolescente de 12 anos em Itaberaí, região noroeste do estado, a 102 quilômetros de Goiânia. Ele foi preso na segunda-feira (02/08).

Pastor é acusado de estuprar menina de 12 anos diante do irmão dela

Segundo a polícia, alguns abusos foram praticados na frente do irmão dela. O religioso usou uma arma para ameaçá-los e exigiu que eles não relatassem nada a seus pais. Em depoimento na delegacia, o pastor Edson R. S., negou o crime.

De acordo com a Polícia Civil de Goiás, o acusado é vizinho da vítima. O delegado Kristian Rosa disse que os estupros começaram neste ano, mas suspeita que ele tenha cometido outros crimes.

“Os abusos aconteciam na cidade. Alguns aconteceram no parque ecológico. Outros, em lugares clandestinos. Além de ser abusada, a menina era submetida à coação. O pastor ameaçava com um revólver tanto o irmão, que presenciava alguns dos abusos, quanto a própria menina”, disse o delegado Kristian Rosa à TV Anhanguera, afiliada da Globo em Goiás.

Segundo o delegado, o pastor teve o celular apreendido. A polícia vai pedir a quebra de sigilo para ter acesso às mensagens e ligações dele no aparelho. “Ele nega todos os atos, se faz se desentendido, mas as versões são contraditórias”, afirmou o delegado sobre o depoimento do suspeito.

LEIA TAMBÉM:

Morre policial civil que atirou em sua própria cabeça em Vilhena

Marido é surrado por populares após atacar esposa de 14 anos

Crianças de 9 e 10 anos revelam para tia que eram estupradas pelo padrasto

Mãe joga bebê vivo em terreno baldio e coloca fogo – VEJA O VÍDEO

Homem é preso por plano de matar 3 mil pessoas, especialmente mulheres

Pais são presos suspeitos de entregarem sua filha para ser abusada sexualmente

Homem é preso em Vilhena após matar esposa com facada

Homem tenta beijar na boca de enteada de 7 anos e acaba na cadeia

Menina é dopada e estuprada por casal durante passeio com avós

O caso foi denunciado à polícia na última quinta-feira (29/7). No dia seguinte, a polícia o intimou a prestar esclarecimentos, mas ele não compareceu. Segundo a investigação, ele ainda teria ameaçado o irmão da vítima no mesmo dia. Depois da prisão do suspeito na última segunda-feira, a polícia investiga se outras crianças e adolescentes podem ter sido vítimas.

“O pastor tinha acesso a várias crianças porque coordenava um grupo infanto-juvenil na igreja. Então a gente começou a prospectar, em atuação conjunta com o Conselho Tutelar, sobre eventuais abusos”, disse o delegado.

A adolescente abusada segue em casa, com os pais, com acompanhamento psicológico. O Metrópoles não localizou o contato da defesa do pastor.

Fonte: Metrópoles

Roagora Fanpage

Comentarios