GOV 01 09
ALE 01 09

Pais e filho sem vacina morrem com uma semana de diferença

9 agosto, 2021

Família ficou infectada durante um jantar.


Mãe, pai e filho morreram de Covid-19, com uma semana de diferença entre cada um, depois de  terem recusado a vacina. Os três ficaram infectados durante um jantar de família.

Shaul, de 40 anos, Basil de 73 e a mãe Charmagne, de 63, ficaram doentes no dia 10 de julho. Segundo Francis [primeiro à esquerda na foto], o outro filho do casal, a família teria ficado infectada após o pai Basil ter ido ao hospital devido a um problema de rins. Depois disso, os três estiveram juntos num jantar onde todos acabaram por ficar contaminados.

A família, natural de Cardiff, no Reino Unido, vivia em Portugal e não estaria vacinada uma vez que estavam assustados com as informações veiculadas pelos negacionistas da doença.

Pais e filho sem vacina morrem com uma semana de diferença

Shaul, por exemplo, era uma pessoa saudável, que praticava bastante esporte e acreditava que a doença jamais o afetaria de forma grave. Enganou-se.

Os três familiares forem sepultados num cemitério em Lisboa, numa seção própria para vítimas da Covid. Segundo Francis, os médicos informaram que nunca nesta pandemia haviam enterrado três membros da mesma família juntos.

LEIA TAMBÉM:

Pedófilo de 72 anos é preso por tentar estuprar a própria filha

Casos de depressão aumentam 70% em Rondônia e já atingem 113 mil pessoas, indica pesquisa

Família recebe corpo de pescador dentro de freezer no Amazonas

Bebê nasce com anticorpos contra covid-19 após mãe ser vacinada

Covid-19: Brasil tem 6,92 milhões de casos e 181,8 mil mortes

Menina de 10 anos é espancada a pauladas por vizinho

Homem que mandou criança rezar e depois a matou com tiro é condenado a 18 anos de prisão

Homem é preso ao levar ‘namorada’ de 12 anos para dar à luz em hospital

Idosa de 99 anos morre após ser estuprada por amigo da família

Três adultos e uma criança morrem e pedágio pega fogo após acidente no GO

Francis acredita que a família foi enganada pelas falsas informações, veiculadas pelos que não acreditam na doença.

 

Fonte: NOTÍCIAS AO MINUTO BRASIL

Roagora Fanpage

Comentarios