banner Api 01/05

No Brasil já são mais de 34 mil casos confirmados de Coronavírus e 2.171 mortos

18 abril, 2020

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 22h00 desta sexta-feira (17), 34.221 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 2.171 mortes.

São Paulo tem quase 1 mil mortos pela doença e o Rio de Janeiro contabiliza 341 mortes. Minas Gerais tem 35 mortes e o Espírito Santo, 28.

O Rio Grande do Sul tem 24 mortes, Santa Catarina tem 31 e o Paraná, 44. Ceará chegou a 155 fatalidades, Amazonas tem 145 e Maranhão tem 44.

No início da tarde, Pernambuco confirmou 2.006 casos e 186 mortes no estado. O Rio Grande do Norte chegou a 463 contaminados e 23 mortes.

Durante a manhã, a Bahia e Minas Gerais passaram dos mil casos, com 36 e 35 mortes respectivamente. No estado baiano,154 casos são de profissionais de saúde.

O Ceará alcançou 149 mortes em consequência da Covid-19, e o número de pessoas diagnosticadas soma 2.684. No Distrito Federal, o número de casos subiu a 754, mas não houve acréscimo às 20 mortes. O Amapá chega a 470 casos e mantém o número de 10 mortes.

No início da madrugada, o Pará confirmou mais cinco mortes de pacientes infectados e registra até o momento 26 óbitos por Covid-19. São 557 casos confirmados no estado.

Profissionais da saúde afastados

O Brasil registrava ao menos 30 mortes de profissionais de enfermagem causadas pela Covid-19 até esta quarta-feira (15), de acordo com balanço do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). O levantamento retrata o impacto das infecções do novo coronavírus entre enfermeiros, técnicos e assistentes.

Outros 4 mil profissionais estão afastados pela doença, sendo 552 com diagnóstico confirmado e mais de 3,5 mil em investigação. Ao todo, já são mais de 4,8 mil denúncias por falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) para trabalhar, de acordo com o Cofen (Cofen).

Província no Equador teve 6,7 vezes mais mortes em 15 dias

O governo do Equador reconheceu que havia uma lacuna nos relatórios de mortes na província de Guaya e que, nos primeiros 15 dias de abril, 6.703 pessoas morreram na região, onde normalmente são registradas mil mortes por quinzena.

VEJA TAMBÉM:
As autoridades não puderam determinar as causas de todas as mortes, mas deduzem que, além das mortes naturais, estão vítimas de complicações da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, de acordo com a BBC. Com 17,4 milhões de habitantes, o país confirma o registro de mais de 403 mortes e de 8,2 casos de infecção pelo Sars-Cov-2.
Fonte: Ministério da Saúde/ Secretarias estaduais da saúde

Roagora Fanpage

Comentarios