Anúncios
DestaqueEsporte

Neymar: advogado deixa caso por discordar da denúncia

“Eu tô com raiva, Zé. Eu devia ter matado ele quando tive chance”, diz a vitíma em troca de mensagens.

Uma guerra de versões foi aberta no caso em que Neymar é acusado de estupro. O “Jornal Nacional”, da TV Globo, revelou ontem que o primeiro escritório de advocacia contratado pela denunciante rescindiu o contrato com ela por conta de uma diferença sobre a queixa que fariam contra Neymar.

Segundo o escritório Fernandes e Abreu Advogados, que representou a mulher num encontro com o pai e os advogados de Neymar, a mulher primeiro teria afirmado que foi consensual a relação sexual num encontro em Paris, em 15 de maio, mas que teria havido uma agressão – pela qual os advogados teriam concordado em denunciar o jogador.

Depois, porém, a vítima decidiu apresentar queixa por estupro. O escritório decidiu rescindir o contrato com a moça, e apresentou o documento de rescisão ao “Jornal Nacional”.

“A relação mantida com Neymar Jr. foi consensual, mas que durante o ato ele havia se tornado uma pessoa violenta, agredindo-a, sendo esse o fato típico central (agressão) pelo qual ele deveria ser responsabilizado cível e criminalmente”, diz o documento.

Ao “Jornal Nacional”, um dos advogados, José Edgard da Cunha Bueno Filho, afirmou que foi contra qualquer “medida bombástica”.

No documento, o escritório afirma que se encontrou com o pai e dois advogados de Neymar na última quarta-feira. Ali, afirma-se que “foi rechaçada qualquer possibilidade de acordo extrajudicial na esfera cível por parte dos representantes de Neymar Jr., que menosprezaram o ocorrido.”

Relatório médico

A mulher que denunciou Neymar por estupro é representada hoje pela advogada Yasmin Pastore Abdala, que divulgou o relatório médico feito no dia 21 de maio, uma semana depois da agressão em Paris. Nesse laudo, o especialista em aparelho digestivo Luiz Eduardo Rossi Campedelli reporta dor estomacal após episódio de estresse emocional, hematomas e arranhaduras. Ela estava “chorosa”. Campedelli confirmou a autoria, em que ele diagnostica síndrome dispética, transtorno ansioso depressivo e traumatismos superficiais.

Ao “Jornal Nacional”, Yasmin mostrou uma troca de mensagens entre a sua cliente e o advogado José Edgar Bueno Filho, da Fernandes e Abreu. Ali, a vítima afirma:

“ Por que a gente não joga logo na mídia para acabar com a carreira desse pipoqueiro de vez? Ele me espancou e me estuprou.”

E José Edgar responde:

“Calma. Isso logo depois de apresentarmos a denúncia.”

“Não vai ficar impune. Mas você tem que saber que uma briga dessas demora.”

José Edgar confirmou que as mensagens são dele e que, depois de se encontrar com os representantes de Neymar, ainda tentou convencer a vítima a não divulgar um vídeo que teria sido feito no segundo encontro do casal, no dia 16 de maio. O vídeo não foi revelado ainda.

Em entrevista à Band, o pai de Neymar, Neymar Silva Santos, confirmou o encontro com os advogados da mulher e disse que se tratava de tentativa de extorsão.

Disse que o jogador, ao entrar no quarto de hotel, percebeu que havia um celular filmando-o e decidiu sair. A moça então teria agredido Neymar, que teria pedido que não fizesse escândalo e depois emitiu a passagem de volta dela para o Brasil.

Fonte: EXTRA GLOBO

Anúncios

Artigos relacionados

Sua opinião é muito relevante para nós do site Roagora

%d blogueiros gostam disto: