api 01 05
Ale 09-06 02

Mulher vai visitar irmã e é assassinada pelo cunhado; corpo foi localizado próximo a BR-364

16 abril, 2021

Após ficar três dias desaparecida, a autônoma Luciana Lima de Matos, de 41 anos, foi achada morta nesta quinta-feira (15) na BR-364, próximo às Quatro Bocas, em Rio Branco. O corpo foi achado depois que o cunhado dela, Diego Marques, foi preso, confessou o crime e indicou para a polícia o local onde jogou corpo de Luciana em uma área de mata.

O homem tentava fugir quando foi preso por uma equipe da Polícia Militar do Acre (PM-AC). Marques foi capturado por moradores do bairro que tentavam linchá-lo, quando a polícia chegou.

Mulher vai visitar irmã e é assassinada pelo cunhado; corpo foi localizado próximo a BR-364

Luciana morava em Mato Grosso há muitos anos e veio para o Acre visitar a família há cerca de duas semanas, segundo relatou a irmã Lucivânia Lima ao G1. No último domingo (11), a vítima foi até a casa de uma outra irmã no conjunto habitacional Cidade do Povo.

No dia seguinte, a dona da casa saiu para trabalhar e, quando voltou, Luciana já não estava. Foi então que a família começou a procurar por ela.

“Foi meu cunhado, o marido da minha irmã, ele já foi preso. A gente não sabe ainda de muita coisa, como que ele matou ela, porque estão ainda investigando. Não sabemos porque ele fez isso, essa é a pergunta que a gente se faz todo tempo. Ela é uma pessoa de bem, que ajuda todo mundo, ajudou muito quando ele [suspeito] precisou e agora isso. Eles se davam muito bem”, contou Lucivânia.

LEIA TAMBÉM:

Esteticista é encontrada morta por esfaqueamento dois dias após casamento; Polícia investiga o marido

Mulher foge depois de marido armado com faca dizer que iria beber seu sangue

Ossada humana é encontrada por trabalhadores próximo a BR-364 em distrito de Porto Velho

Mulher e deixada semi nua, após ser morta com 20 facadas

Irmão esfaqueia o outro durante briga

Após defender irmã que ia ser morta pelo marido, mulher é atacada a facada

Família de criança de 12 anos que teve 70% do corpo queimado pede ajuda para custear despesas médicas

Corpo carbonizado é encontrado próximo de lagoa

Adolescente desaparece após sair de agência bancária em Alto Alegre dos Parecis

Rio Branco cancela apresentação do goleiro Bruno após protestos e perde patrocinador

A irmã disse ainda que acredita que o cunhado era foragido de Rondônia (RO) e que tinha passagens na polícia por vários crimes como homicídio e também estupro. A Polícia Civil confirmou que o homem tinha mandado de prisão em aberto do estado de Rondônia, mas não informou pelo que.

O preso foi levado para a Delegacia de Flagrantes de Rio Branco (Defla). O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para os devidos procedimentos. Ainda não se sabe como a vítima foi morta e nem se há outros envolvidos no crime.

Fonte: G1/AC

Roagora Fanpage

Comentarios