BANNER GOVERNO

Morte de policial militar gera comoção nas redes sociais

17 novembro, 2020

A morte do policial militar Wallison Holanda Fernandes, 28 anos, causou comoção nas redes sociais. Amigos, policiais e internautas lamentaram a perda do jovem. Wallison foi morto durante uma tentativa de assalto, nesta segunda-feira (16/11), enquanto conversava com amigos e ouvia música na garagem de casa em Ceilândia.

Uma das pessoas que comentaram o ocorrido foi o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres. No twitter, o chefe da pasta disse: “Que Deus conforte o coração da família, amigos e companheiros de trabalho.”

Muitos desejaram nas mensagens forças aos familiares de Wallison. “Deus dê a fortaleza necessária para a família e os amigos suportar essa grande dor”, escreveu uma usuária das redes. “Triste realidade. Deus dê o consolo a família do policial”, disse outro internauta.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) também se manifestou sobre o ocorrido. Em nota, a corporação comunicou “com pesar” o falecimento de Wallison.

LEIA TAMBÉM:

Policial e esposa morrem em grave acidente envolvendo duas carretas

Relembre o caso

Wallison era soldado do 20º Batalhão da Polícia Militar, no Paranoá, havia mais de quatro anos. Na noite desta segunda-feira (16/11), o militar se divertia com amigos, na QNP 17, em Ceilândia Norte, e desconfiou de dois jovens, de 18 e 23 anos, que passavam pela rua.

A dupla invadiu a casa do militar e, ao perceber que o policial tinha uma arma, atiraram na vítima. Walisson conseguiu, ainda, efetuar um disparo contra a perna de um dos indivíduos. Ferido no peito, o policial precisou ser levado para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC), onde passou por cirurgia, mas não resistiu e morreu.

Correio Braziliense

Roagora Fanpage

Roagora Fanpage

Comentarios