banner Api 01/05

Mãe mata estuprador da Filha a facadas

10 fevereiro, 2020

Ao tentar estuprar e depois ter esfaqueado uma mulher, por volta das 4h da m (09/02), Aylan Lima Lima, de 18 anos, morreu com duas facadas aplicadas durante  2/5 da vítima, a quem também tentou violentar e ameaçou de morte.

O caso aconteceu no estado do Pará. Com informações do Expresso do Sertão Após matar o estuprador, a mulher, que defendeu a própria vida, assim como a da filha de 10 anos, se entregou espontaneamente à Polícia Militar.

Depois de prestar depoimento Urbana de Polícia Civil, ela foi liberada. Na madrugada deste domingo, quando dormia com a neta em um quarto separado de socorro.

Ao se dirigir ao quarto da filha, viu a mulher sair do quarto com um ferimento na b sangue, vestida, e, logo após ela, um homem nu com uma faca na mão. Viu a filha cair desmaiada, mas nada pode fazer de imediato, pois, o desconhecido a com a faca, mandou que tirasse toda a roupa, caso contrário a esfaquearia também Porém, não conseguiu estuprá-la porque ficou sem ereção.

Furioso, ele aplicou um direita dela e desferiu um soco no olho esquerdo da mulher. Momentos após, ela percebeu que o agressor relaxou por alguns instantes e aprove mão que estava com a faca, iniciando uma luta de vida ou morte, conseguindo golpeá indivíduo ainda tentou fugir pulando pela janela, mas, mortalmente atingindo, nã mesmo, morto.

VEJA TAMBÉM:

TRAGÉDIA! Filho mata o próprio pai com facada

Menino de 10 anos fere colega durante brincadeira com canivete

A neta da mulher assistiu a tudo encolhida em um canto. A mulher, então, conseguiu sair do imóvel e pediu socorro na casa de um vizinho Porém, um vigilante noturno que passava pela rua a ajudou, chamando imediatam Militar. A filha da mulher foi removida ao Hospital Geral de Parauapebas, onde a guarnição da PM.

Informações repassadas dão conta de que, minutos antes, Aylan Lima teria tentado residências. Quando adolescente, o rapaz teve passagens pela Delegacia de Polícia, ac com tráfico e furto, e chegou a cumprir medida socioeducativa por 45 dias no Ciam (C Adolescente Masculino), em Marabá.

Fonte: PortalDm

Roagora Fanpage

Comentarios