BANNER GOVERNO

Mãe de 19 anos mata a filha de quatro meses de fome é executada pelo namorado a tiros

6 novembro, 2019

A jovem Ariane Cael da Silva, de 19 anos, acusada de ter matado de fome a própria filha, uma bebê de apenas quatro meses, foi encontrada morta dentro de sua casa, no bairro Jardim das Palmeiras, em Campo Novo do Parecis (400 km de Cuiabá). O principal suspeito do crime é o namorado dela.

Segundo a Polícia Militar, Ariane e o namorado, Ademilson Magalhães Figueirado, de 24 anos, tiveram um desentendimento nesse domingo (3).

“Betão”, como é conhecido o suspeito, teria sacado uma arma e atirado três vezes contra a namorada. Ela morreu na hora.

Depois do crime, Betão fugiu da casa a pé. Até o registro da ocorrência ele não tinha sido localizado.

Na residência do casal os policiais encontraram diversas substâncias análogas a cocaína. Segundo a PM, é provável que eles tenham consumido a droga antes do crime.

Acusada de homicídio

Ariane já era conhecida da polícia de Campo Novo do Parecis. Em abril de 2018, ela foi acusada de ter matado de fome a própria filha, uma bebê de apenas quatro meses.

Conforme a Polícia Civil divulgou na época, a bebê, Emilly Vitória, foi levada para uma unidade de saúde já morta.

Os enfermeiros constataram que a criança tinha diversos hematomas pelo corpo e passava fome. Durante as investigações, vizinhos teriam relatado que já tinham flagrado maus tratos por parte de Ariane com os filhos. Além da bebê, a jovem teria ainda um menino, hoje com três anos.

Veja também Caminhão passa por cima de garotas em motocicleta na BR-364 em Cacoal

“Um bebê de quatro meses não tem reserva calórica para ficar muito tempo sem se alimentar. Além disso, as agressões físicas culminaram em gasto energético maior e fragilização da criança, o que contribuiu diretamente para a baixa glicêmica e posterior parada cardíaca da menina”, afirmou, na ocasião, o delegado Adil Pinheiro de Paula, chefe das investigações.

Na época, por ser menor de idade, Adriane foi apresentada ao Ministério Público. O então marido dela, e pai da criança, Weverton David Ferreira da Silva, de 18 anos, chegou a ser preso e lavado para audiência de custódia.

Fonte: MCEARA

Roagora Fanpage

Comentarios