GOV 01 09
ALE 01 09

Jovem desaparecida é encontrada morta com perfuração na cabeça e corpo queimado

22 junho, 2020

Jaqueline dos Santos, 24 anos, dada como desaparecida na última sexta-feira (19), foi encontrada morta na tarde de sábado (20) com uma perfuração na cabeça e parte do corpo queimado próximo a um riacho nas proximidades de um frigorífico na zona rural do município de Tabaporã (673 km da Capital).

A Polícia Militar (PM) recebeu denúncia anônima indicando onde o cadáver estaria abandonado.

Os militares se deslocaram à região, onde constataram a veracidade da denúncia e comunicaram o fato à Polícia Civil e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), responsáveis pelos procedimentos no andamento da ocorrência.

De acordo com familiares, um boletim de ocorrência foi registrado pela mãe de Jaqueline ainda na sexta-feira (19) comunicando o ‘sumiço’ da jovem, que havia saído de casa por volta das 12h, onde morava com o marido e deixado seu bebê, uma menina de 1 ano e 2 meses, aos cuidados de uma vizinha, afirmando que voltaria logo. Mas não há informações de onde a vítima estaria indo e com quem iria se encontrar.

A mãe de Jaqueline procurou a polícia para comunicar o desaparecimento, já que a filha não retornava para casa e também não atendia ao telefone ou respondia às mensagens, preocupada que algo tivesse acontecido à jovem. Não há informações sobre depoimento do marido da vítima.

Os peritos analisaram as condições em que o cadáver foi encontrado, com queimaduras em parte do corpo e uma perfuração causada, supostamente, por tiro próximo à orelha esquerda. Os profissionais ainda periciaram todo o local colhendo evidências que apontem as circunstâncias do homicídio doloso, com requintes de crueldade. Em seguida, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia que vai determinar a causa clínica da morte.

LEIA TAMBÉM:

Trágico acidente tira vida de jovem que visitaria amigos em Seringueiras

Os policiais civis acompanharam todo o trabalho da Politec, conversaram com familiares, vizinhos e outras testemunhas, quando deram início às investigações.

A perícia irá emitir nos próximos dias laudo com informações técnicas sobre as circunstâncias do crime, que dará base à apuração dos fatos e, possivelmente, direcionamento sobre a autoria do crime.

Até a publicação desta reportagem ainda não havia informações sobre a motivação ou sobre quem teria assassinado a jovem dessa forma brutal.

Fonte: RepórterMT

Roagora Fanpage

Comentarios