api 01 05
Ale 09-06 03

Jornalista morre após tentar matar ex-namorada e atirar na própria cabeça

29 junho, 2021

Mulher atingida por dois disparos está em estado estável


O jornalista José Marcondes dos Santos Neto, mais conhecido como “Muvuca”, de 46 anos, morreu durante a noite de ontem (segunda-feira, 28) depois de atirar na própria cabeça em Tangará da Serra, cidade de Mato Grosso a 240 km de Cuiabá. Devido ao tiro, o empresário teve perda da massa encefálica.

Jornalista morre após tentar matar ex-namorada e atirar na própria cabeça

Segundo um familiar, Muvuca faleceu por volta das 22h depois de ter realizado um exame de tomografia na Clínica Doyon. O velório deverá acontecer na tarde desta terça-feira, no entanto, o horário e o local ainda não foram marcados.

Já a ex-namorada dele, a empresária Nádia Mendes Vilela, está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Ângela. Ela realizou um procedimento cirúrgico depois de ser atingida no tórax. De acordo com a Polícia Militar, a jovem também foi atingida no crânio, mas de raspão.

Conforme as informações, apesar da gravidade, o quadro dela é estável e não corre risco de vida.

LEIA TAMBÉM:

Mulher é morta a tiros em Urupá; assassino teria entrado na casa pelo telhado

Homem fica com rosto desfigurado após ser agredido com tijoladas durante bebedeira

Pai tenta proteger corpo do filho de 15 anos, é baleado e morre na frente da família

Bebê é internada após engolir pedras de crack do pai

Recém-nascido é encontrado dentro de caminhão de lixo e por pouco não é prensado

Homem encontra companheira em casa noturna e atira nela em Vilhena

Jornalista é preso por matar irmã advogada a facadas

Bombeiros encontram corpo de jovem que desapareceu após barco afundar

CRIME

Na segunda-feira (28), Muvuca foi à farmácia da vítima e iniciou uma conversa para convencê-la a manter o namoro. No entanto, o casal se desentendeu e Muvuca baleou duas vezes a empresária. Nádia foi atingida na cabeça e no tórax.

Após o crime, o homem atirou na própria cabeça. Segundo as informações de testemunhas, Muvuca usou uma pistola beretta calibre 7.65 para tentar assassinar a ex-namorada e atirar na própria cabeça. Entretanto, ainda não é possível afirmar se arma estava registrada no nome dele.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Liliane Soares, uma das linhas de investigação do crime é de que o jornalista tenha cometido o crime por não aceitar o término do relacionamento com a empresária.

“No local dos fatos, o investigador apurou que a tentativa foi por não aceitar o término do relacionamento, mas ainda está em investigação”, ressaltou a autoridade policial.

VIDA POLÍTICA

Muvuca foi candidato a governador do estado, em 2014, pelo PHS. Ele teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral e teve 1.713 votos. Em 2020, ele tentou novamente uma disputa por cargo público, pleiteando vaga na Câmara de Vereadores Cuiabá, porém não conseguiu uma vitória.

Fonte: Hiper Notícias

Roagora Fanpage

Comentarios