BANNER GOVERNO

Irmãos matam padrasto com tiro na nuca e escondem corpo em ‘lixão’

5 janeiro, 2021

Irmãos cometeram o crime na cidade de Rio Verde (GO), durante as comemorações de ano novo


Dois irmãos, de 18 e 20 anos, foram presos pela Polícia Civil de Cáceres (225 km de Cuiabá) por terem assassinado o padrasto, identificado pelas iniciais [M. H. de O.], de 30 anos, no estado de Goiás.

Os irmãos também são suspeitos de ocultarem o corpo da vítima.

A prisão deles ocorreu na segunda-feira (4).

O crime ocorreu na sexta-feira (1º) na cidade de Rio Verde (GO), durante as comemorações de ano novo.

Na ocasião ocorreu um desentendimento entre os envolvidos, motivado por ameaça e violência doméstica praticada pela vítima contra sua companheira.

A vítima pegou uma faca e passou a ameaçar os filhos da esposa, quando a discussão seguiu para a rua, onde um dos suspeitos, armado, efetuou um disparo na nuca da vítima, que foi a óbito no local.

Em seguida, os irmãos usaram a caminhonete da mãe, colocaram o corpo do homem na carroceria do veículo e fugiram por uma estrada vicinal em direção à zona rural de Rio Verde (GO).

Conforme apuração, depois de percorrerem alguns quilômetros, eles jogaram o corpo em um aterro sanitário na região e jogaram o revólver de calibre 38 no rio Verdão.

Assim que acionados pela Polícia Civil de Rio Verde, os policiais mato-grossenses iniciaram diligências para localizar os irmãos, pois havia suspeitas que ambos haviam embarcado para Cuiabá e posteriormente seguiram para Porto Esperidião, cidade onde reside um familiar.

LEIA TAMBÉM:

Ônibus atropela e esmaga cabeça de motociclista

Com base nas informações repassadas, a equipe da Defron realizou uma barreira na entrada da cidade, e conseguiu no final da tarde de segunda-feira (04), abordar o ônibus em que os irmãos viajavam.

Os dois jovens foram detidos e conduzidos para a Defron, onde foram interrogados e autuados em flagrante por homicídio e ocultação de cadáver.

Após a confecção dos autos os presos foram recambiados para Rio Verde, ficando à disposição da Justiça.

Fonte: Repórter MT

Roagora Fanpage

Comentarios