GOV 01 09
ALE 01 09

Homem que matou adolescente em suíte de motel é condenado a 18 anos de prisão por feminicídio em RO

3 setembro, 2021

Maick Delgado Leite, acusado de matar a ex-namorada em uma suíte de um motel, em Porto Velho, foi condenado a 18 anos de reclusão pelo crime de feminicídio. Victoria Gandes tinha 17 anos quando foi assassinada.

Homem que matou adolescente em suíte de motel é condenado a 18 anos de prisão por feminicídio em RO

“Em razão do crime cometido pelo acusado, os familiares da vítima tiveram de lidar com sua perda prematura aos 17 anos de idade”, destaca a decisão.

O julgamento aconteceu na quarta-feira (1º) no Tribunal do Júri da comarca de Porto Velho. O réu, que aguardou a decisão preso em Manaus (AM), participou da sessão por videoconferência.

Testemunhas do caso confirmaram que os dois viveram por um tempo em união estável e que a adolescente sofria perseguições, ameaças e agressões por parte do ex-companheiro.

O crime aconteceu dia 21 de dezembro de 2018 em um motel do bairro Cascalheira, na capital rondoniense. Em uma das suítes do local, Maick disparou quatro tiros contra Victoria, inconformado com o término do relacionamento.

De acordo com informações do dono local à polícia, as câmeras de segurança mostraram que ele fugiu do quarto e pulou o muro do motel depois do crime.

Na época, a Polícia Civil divulgou as imagens das câmeras de segurança do motel, que mostram desde a chegada de Victória e Mayke ao local, até o momento em que ele foge pulando o muro.

LEIA TAMBÉM:

Trabalhador morre esmagado quando derrubava árvores

Polícia ainda procura cabeça de jovem executado por facção em MT

Em Rondônia, namorado agride e estupra mulher em residência

Homem é morto com vários tiros em área de conflito agrário

Apenado monitorado por tornozeleira eletrônica é executado a tiros em Porto Velho

Homem é flagrado em motel com menina de apenas 14 anos em Rondônia

Polícia Civil divulga imagens do suspeito pulando muro do motel após morte de adolescente

De acordo com os sete jurados que participaram do julgamento, o réu “agiu em razão do sexo feminino da vítima, envolvendo violência doméstica e familiar contra a mulher, e mediante recurso que dificultou a defesa da jovem”.

Maick deve recorrer da decisão preso em Manaus e também foi condenado a pagar os custos do processo.

O G1 tenta localizar a defesa de Maick.

Fonte: G1 RO

Roagora Fanpage

Comentarios