api 01 05
Ale 09-06 02

Homem é preso suspeito de enterrar o pai no quintal e matar a mãe asfixiada

16 maio, 2021

Um homem de 40 anos foi preso neste sábado (15) suspeito de matar o pai e a mãe no bairro Cajuru, em Curitiba. Segundo a Polícia Militar (PM), ele confessou os crimes.

No momento em que a PM chegou à residência, o corpo da mulher, de 69 anos, estava no andar de cima do sobrado da família. A suspeita da polícia é de que ela tenha sido morta asfixiada.

Homem é preso suspeito de enterrar o pai no quintal e matar a mãe asfixiada

O corpo do homem, de 70 anos, foi encontrado enterrado no quintal da casa. A polícia acredita que ele tenha sido morto a facadas, no final de semana passado.

Segundo o tenente Daniel, da PM, ao ser preso o homem contou que matou o pai por uma discussão.

“Ele teria tido uma discussão com o pai, ele tem histórico de uso de drogas. O pai se negou a dar dinheiro para ele e, por conta dessa briga, ele veio a cometer o homicídio em desfavor do pai”.

LEIA TAMBÉM:

Filho mata pai por não querer cortar cabelo para se apresentar no Exército

Em São Francisco do Guaporé, tio é suspeito de estupro de sobrinha de 10 anos

Filho mata mãe com martelo, garfo e faca após “ouvir a voz do satanás”

BRUTALIDADE: Esposa dá suco com sonífero para marido e coloca em forno à 360º

Filho mata a mãe a marteladas e diz à polícia que obedeceu a “vozes”

Avião de pequeno porte cai em MT

Dívida de R$ 100 teria sido a causa da morte de um homem em Alto Paraíso, RO

Bêbado, motorista mata mulher e volta para festa após acidente

Menina de 6 anos é internada depois de ser espancada e estuprada por padrasto

O tenente disse que a mãe do homem estava viajando. Ao voltar, ela deu falta do marido e foi morta.

“Ela começou a questionar sobre o paradeiro do pai. Ele, não tendo muito o que fazer e como relatar para a mãe o que aconteceu, tomou a decisão de matar ela também”.

Na casa, a PM disse que encontrou uma porção de cocaína.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IML). O homem foi levado à Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Fonte: G1

Roagora Fanpage

Comentarios