BANNER GOVERNO

Haitiano é morto a tiros por flanelinha em Porto Velho: ”Matei pois me agrediu com tapa no rosto”

20 fevereiro, 2021

O homicídio a tiros de um haitiano identificado como Garry Price, 37, aconteceu no início da tarde deste sábado (20) em uma feira localizada na Avenida Raimundo Cantuaria com Rua Nicarágua, bairro Nova Porto Velho, na capital de Rondônia. Os dois autores do crime foram presos em flagrante.

De acordo com informações, o haitiano estava vendendo frutas em uma banca na feira, quando os dois criminosos chegaram. Um deles com uma arma de fabricação caseira atirou no tórax da vítima.

Na sequência, os dois fugiram em uma motocicleta, mas acabaram presos em fuga no bairro Castanheira, na zona Sul de Porto Velho. A vítima agonizou no local e em seguida foi a óbito.

Haitiano é morto a tiros por flanelinha em Porto Velho ''Matei pois me agrediu com tapa no rosto''

LEIA TAMBÉM:

Travesti que ficou famoso no Brasil como “MARAVILHOSA” morre em Porto Velho

Durante assalto bandidos tentam matar motorista de aplicativo a tiro

Jovem boliviano morre a tiros em Zona Rural de Nova Dimensão

Motociclista é assassinado a tiros no morro do cansado em Alto Alegre, RO

Mulher sai com ex-marido e corpo é encontrado dois dias depois

Mulher afoga e mata bebê de um mês que “atrapalhava relação” com o namorado

Assassinos foram presos em seguida

Após o assassinato a tiro do haitiano Garry Price, a Polícia Militar agiu rápido e prendeu os autores do crime identificados como o flanelinha Adriano S. N., 20, e Elione R. S., 18.

A dupla foi presa em fuga na zona Sul de Porto Velho em uma motocicleta com restrição de roubo. Adriano confirmou ser flanelinha e quando cuidava de carros no sábado passado (13) teria sido agredido com um tapa no rosto pelo haitiano feirante durante uma discussão.
Ele confessou que uma suposta agressão teria sido a motivação para matar o haitiano com um tiro do peito. Ele foi até a feira em uma motocicleta pilotada pelo comparsa Elione. ‘Matei pois me agrediu com tapa no rosto’, disse o flanelinha.
Os dois na fuga foram presos já na zona Sul por um policial militar à paisana que viu a dupla armada e desconfiado realizou a abordagem.
De imediato, os dois confessaram que tinham acabado de cometer o assassinato. Adriano e Elione foram apresentados na Central de Flagrantes.
Fonte: Rondoniaovivo
Haitiano é morto a tiros por flanelinha em Porto Velho ''Matei pois me agrediu com tapa no rosto''
Haitiano é morto a tiros por flanelinha em Porto Velho ''Matei pois me agrediu com tapa no rosto''

Roagora Fanpage

Comentarios