DestaqueRondôniaSaúde

Ex-madeireiro e pioneiro do Cone Sul diagnosticado com a Covid-19 luta pela vida no Hospital Regional de Vilhena

“Sempre foi um guerreiro, do qual a gente se orgulha muito”, disse a familiar, acrescentando que Tião fazia questão de trabalhar mesmo já aposentado.

terça-feira, 24/11/2020

Pioneiro em Rondônia, onde chegou em 1976, o ex-madeireiro Sebastião Copertino Assêncio, de 77 anos, está internado em estado grave na “UTI Covid” do Hospital Regional de Vilhena, após ser diagnosticado com o novo Coronavírus.

O site entrou em contato com uma filha do aposentado, e ela confirmou que a situação dele é grave. “Tião do Coco”, como é conhecido, não chegou a ter sintomas graves da doença. Na semana passada, ele procurou um postinho de saúde, se queixando de “um calorão no rosto”.

Após ser consultado e voltar para casa, Tião sentiu falta de ar e retornou ao postinho. De lá, seguiu direto para o Regional e foi internado. No dia seguinte, seu quadro se agravou e ele foi entubado.

A entrevistada disse que, como vendedor ambulante na avenida Paraná, o pai mantinha contato com muitas pessoas, e a intenção é alertá-las, para que façam exames.

LEIA TAMBÉM:

Radialista rolimourense é internado na UTI após testar positivo para a Covid-19

Edição 175 – Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

Reconhecendo a gravidade da situação, a filha lembrou a trajetória heróica do pai, que ajudou no desenvolvimento do Cone Sul. “Sempre foi um guerreiro, do qual a gente se orgulha muito”, disse a familiar, acrescentando que Tião fazia questão de trabalhar mesmo já aposentado. “Ele sempre disse que sua alegria é estar conversando com o povo”.

Folha do Sul Online

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar