GOV 01 09
ALE 01 09

Empresário é morto dentro de carro em Ariquemes; testemunha fugiu para não ser morto

9 julho, 2021

No início da noite desta quinta-feira (08), um homem de 27 anos, identificado como Pedro Henrique de Souza Leite, conhecido como Pedrinho, proprietário da Pedrinho Auto Center, foi morto a tiros dentro de seu carro na Rua Alecrim, Bairro São Luiz em Ariquemes.

Empresário é morto dentro de carro em Ariquemes; testemunha fugiu para não ser morto

A guarnição da Policia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de homicídio no Bairro São Luiz, em Ariquemes. No local, foi constatada a veracidade dos fatos, onde havia um veículo Audi A3 branco ligado e a vítima estava no banco do motorista já sem sinais vitais.

Havia marcas de tiros na porta do motorista, e algumas capsulas nas proximidades do veículo. De acordo com uma testemunha que estava com Pedro no momento do atendado, a vítima é seu patrão e os mesmos haviam se deslocado até aquele local para buscar um veículo e que a vítima pediu para que a testemunha descesse do carro porque o veículo que foram buscar já estava por chegar. A testemunha desceu e ficou mexendo no celular, quando dois indivíduos em uma motocicleta preta chegaram e dispararam por várias vezes, sendo que pelo menos três tiros acertaram a vítima que morreu no local.

LEIA TAMBÉM:

Veja o momento em que jovem morre em acidente gravíssimo

Amarrado e pronto para ser morto, PM é resgatado das mãos de facção por colegas de farda

Cenas fortes: ‘Tribunal do Crime’ condena com choque e pauladas idosa que roubava vizinhas

Cabo da PM é preso por matar o próprio namorado com tiro no pescoço

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, após efetuar os disparos na vítima, os elementos ainda tentaram contra a vida da testemunha que conseguiu fugir sem ser atingido. Populares das imediações descreveram a motocicleta como sendo uma Yamaha Factor de cor preta e as vestimentas de um dos elementos como sendo camisa de time escrito o número 1. A perícia foi acionada, compareceu ao local e realizou trabalhos de praxe, e logo liberado para a funerária.

O aparelho celular da vítima ficou em poder delegado Dr Ricardo Rodrigues. No veículo foram encontrados pela perícia, alguns objetos como: R$ 2.550,00 (Dois mil quinhentos e cinquenta reais) em dinheiro, dois cheques de R$ 10.000,00 (Dez mil reais) e um de R$ 4.990,00 (Quatro mil novecentos e noventa reais) do banco Bradesco, emitido pela cooperativa de produtores de estanho, uma porção de substância com aparência de maconha, um objeto de esfarelar maconha, e o veículo Audi A3 branco com a chave.

Fonte: Portal P1

Roagora Fanpage

Comentarios