Anúncios
DestaqueDestaque Pimenta BuenoEducaçãoPimenta BuenoPolítica

Em entrevista Marcilene Rodrigues, secretária de Educação fala sobre problemas e ações

É servidora municipal desde 1989, começou como professora na então Escola Municipal Machado de Assis, na linha 29, que pertencia ao Município de Pimenta Bueno, mas que hoje tornou se Primavera de Rondônia, enfrentando grandes desafios, como nos dias atuais,  Marcilene Rodrigues seguirá como secretária Municipal de Educação, a convite do Prefeito Delegado Araújo. Na entrevista com a Secretária, ela destacou sobre a responsabilidade em permanecer frente na pasta, suas expectativas na função.

Essa é a segunda de uma série de entrevistas que faremos com os secretários, aproximando seu trabalho da população para uma melhor compreensão das secretarias e suas atribuições.

Como é assumir mais este desafio?

Marcilene Rodrigues: Realmente é um desafio, por que eu já fui secretária por duas vezes, primeiro momento que eu assumi a secretaria foi em 2016 que foi um termino de mandato, em 2018 também foi um termino de mandato, bem difícil mas conseguimos fechar, e agora realmente é um desafio, penso que agora temos que trabalhar pra mudar algo na educação, e esse é um dos objetivos meu como secretaria junto com a equipe, já estamos planejando o que fazer para buscar coisas nova para a educação de Pimenta e principalmente para as nossas Escolas que estão bem necessitadas, então nós temos este desafio de buscar melhorias para a educação.

Você que já estava na pasta, qual o balanço que você faz da Educação hoje no município de Pimenta Bueno?

Marcilene Rodrigues: O balanço que tenho hoje da educação, mesmo pagando se muitas horas extras é positivo, nós tivemos o IDEB de 2017 que saiu o resultado o ano passado, nós superamos o IDEB, a nossa meta do IDEB pra 2021, nós já superamos enquanto município, nossas escolas todas superaram o IDEB, mesmo as que fizeram pela primeira vez, então, por mais que tivemos contratempo, falta de professores, mesmo assim nossa educação está indo bem, nós temos um bom rendimento.

Quais ações que estão sendo desenvolvidas ?

Marcilene Rodrigues: Estou planejando as ações, a coordenadora pedagógica está de férias, a nossa equipe da secretaria estamos organizando, logo teremos as ações definidas que vamos estar fazendo em prol da educação.

Qual a orientação do prefeito que assume agora em relação a pasta?

Marcilene Rodrigues: O prefeito assim ele deixou a gente bem a vontade para poder administrar sempre junto com ele, ele acredita no nosso trabalho, como ele disse ele é policial, então nós que somos os pedagogos, o que ele quer e que a gente busque melhorias mesmo, metodologias, projetos novos e inovações, isso é o que ele quer.

Falando em projeto, temos o café na escola,  foi implantado é algo que deu certo, esse continua?

Marcilene Rodrigues: Continua, café da manhã é prioridade, tivemos uma reunião com o prefeito mesmo antes de eu saber que eu seria secretária, ele não tinha feito o convite ainda, nos já falamos sobre este café da manhã ele continua sim.

A previsão para o inicio do ano letivo?

Marcilene Rodrigues: A previsão de 11 de fevereiro, 11 de fevereiro está previsto o inicio do ano letivo.

Quem perdeu ou perder o prazo de matricula e rematricula como proceder ?

Marcilene Rodrigues: Pra quem perder, por que as vezes tem um compromisso e não conseguiu, pode estar procurando a escola, pra estar realizando está matricula ou rematricula. Se for criança de maternal 2, maternal 3, as vezes vai ter que entrar numa lista de espera. Mas as crianças que fizeram já a chamada escolar, nós vamos atender todos, não vamos ficar sem atender ninguém da chamada escolar, já é algo que nós não tínhamos conseguido e este ano já vamos conseguir.

É muito cedo, mas, quais avanços que a população pode esperar na pasta da educação?

Marcilene Rodrigues: O avanço que a população pode esperar é a melhoria nas escolas, é uma prioridade nossa, estamos buscando meios e emendas para trazer melhorias, nós estamos recebendo agora o mobiliário que é uma emenda do deputado Cleiton Roque, chegou o mobiliário e já esta sendo montado, vamos distribuir para algumas escolas e estamos aguardando chegar os ar-condicionados também para as escolas. Aceitamos sugestões, as vezes alguém tem uma sugestão de melhoria, podem nos apresentar.

Além de ensinar a ler, escrever e fazer operações matemáticas, alguns professores acabam sendo obrigados a transmitir valores que deveriam ser passados pelos pais das crianças. O que o professor deve fazer quando a educação que vem do ‘berço’ não é suficiente? 

Marcilene Rodrigues: Ser professor é uma tarefa difícil, posso dizer que é uma missão, já que além de transmitir conhecimentos, temos que ser um pouco mãe, psicólogo, amigo, médico, pois muitas crianças confiam mais em seus professores do que em membros de sua família. Mas gostaria de ressaltar que no município tem excelentes professores que fazem um trabalho maravilhoso e pude verificar o carinho que eles tem pelas crianças, isto faz toda a diferença.

O município hoje tem 19 escolas urbanas e rurais, que atendem diariamente 4.545 alunos, nas áreas de educação infantil e ensino fundamental, a equipe tem conseguido resultados positivos e colocado o município em lugar de destaque, na ultima avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a projeção erá atingir a marca de 5,6 e as escolas conseguiram chegar á 6,1 segundo a secretaria é um feito de toda equipe que não mediram  esforços em melhorar a educação.

Acompanhe toda entrevista em áudio com a Secretária Municipal de Educação, Marcilene Rodrigues:

 

Fonte: RO Agora

Anúncios
Mostrar mais

Artigos relacionados

Sua opinião é muito relevante para nós do site Roagora

%d blogueiros gostam disto: