BANNER GOVERNO

Em Chupinguaia, caminhoneira ameaça garoto de programa, foge da polícia e só é contida à bala

17 novembro, 2019

A caminhoneira Ana Paula Piotrowsky, 38 anos, arrumou uma confusão daquelas na madrugada de sexta para sábado, 16 de novembro, em Chupinguaia, a 140 Km de Vilhena.

Após ter relações sexuais com Thierry Martins de Jesus, dentro de sua boleia, a caminhoneira sentiu falta de seu celular e seu cartão de crédito. Então, ela foi atrás de Thierry que, segundo o boletim de ocorrência, é profissional do sexo e estava no Bar da Suzy, conhecido local de meretrício da cidade.

No local, de posse de um canivete, Ana Paula assustou alguns clientes e a polícia foi chamada. Com a chegada da PM, ela se desfez da arma branca e questionou Thierry sobre seus pertences na frente dos policiais.

O garoto de programa disse que, não tinha pego nada, e que seu celular e cartão de crédito estavam dentro do caminhão, um Iveco Strallis HD, cor cinza. Na presença dos policiais e de Thierry, Ana Paula foi até o caminhão, e acabou por encontrar seus pertences.

Publicidade

Porém, tão logo os achou a caminhoneira deu partida no caminhão. Os policiais ordenaram que ela desligasse o motor e descesse do veículo. Ordem que Ana Paula não obedeceu e acelerou, quase atingindo um dos policiais.

Fazendo várias manobras perigosas, e em velocidade acima do permitido, a caminhoneira dirigiu vários quilômetros dentro de Chupinguaia, até os policiais optaram por atirarem nos pneus do caminhão e fazer Ana Paula parar.

Veja também Em Jaru, porco espinho adentra em loja Gazin e passeia sobre estofados e é capturado por Bombeiros

PRISÃO

Após ter o caminhão parado, ainda foi necessário o uso de algemas e da força física para conter a caminhoneira.

Ana Paula aceitou fazer o teste de bafômetro que registrou 0,63 Mg/litro.

Ela foi presa por direção perigosa, desobediência a autoridade policial, embriaguez a direção e terá que pagar fiança.

Fonte: Vilhenanoticias

Roagora Fanpage

Comentarios