ALE 01 09
GOV-4 13 11

Dono de bar é assassinado a facadas por cliente ao se recusar vender bebida fiado em Vilhena

24 outubro, 2021

Agnaldo Aparecido de Godoi, de 44 anos, foi brutalmente assassinado a facadas na madrugada deste domingo, 24, na rua Joaquim Nabuco, no bairro Embratel, em Vilhena, onde possuía um bar chamado “Vermelhinho”.

Dono de bar é assassinado a facadas por cliente ao se recusar vender bebida fiado em Vilhena

Segundo informações levantadas pela reportagem do Extra de Rondônia, Agnaldo estava em seu estabelecimento com dois clientes, quando chegou ao local um jovem moreno, magro, trajando jaqueta listrada e que insistiu por alguns minutos para que o comerciante lhe vendesse bebida alcoólica fiado.

Após Agnaldo se recusar, o cliente saiu do local e retornou cerca de meia hora depois, agora com um chapéu de pescador camuflado e máscara de proteção, alegando estar armado e de pronto já insultando o dono do bar.

Após se apossar de uma faca que portava na região das costas, o cliente partiu para cima de Agnaldo, correndo atrás da vítima pela rua, até que o alcançou em uma esquina próxima e lhe desferiu cerca de 5 facadas.

LEIA TAMBÉM:

Menina conta para a mãe que foi abusada pelo vizinho no Dia das Crianças

Enfrentando crises de depressão, rapaz de 17 anos é encontrado morto dentro de casa em Vilhena

Homem morre afogado em piscina de clube durante confraternização em Rondônia

Homem de 31 anos é morto a tiros em Porto Velho; acusado é surrado e tem carro incendiado

Jovem é executado a tiros ao sair de casa para comprar pizza

Procuradora do município é encontrada morta em residencial em Porto Velho

Por ciúme e traição, marido mata suposto amante da esposa em MT; veja vídeo

Vídeo mostra acidente que matou casal e deixou bebê ferida

No momento em que o criminoso correu atrás da vítima, os dois clientes que estavam no bar se apossaram de tacos de sinuca e correram atrás, chegando a lhe desferir alguns golpes, mas já era tarde.

Depois de esfaquear o comerciante, o criminoso correu de volta até o bar, se apossou de sua bicicleta e fugiu tomando rumo ignorado. As testemunhas acionaram o corpo de bombeiros, que conduziu Agnaldo até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas ele não resistiu aos ferimentos. O responsável pelo crime não foi preso.

Fonte: Extra de Rondônia

Roagora Fanpage

Comentarios