DestaqueDestaque VilhenaPolíciaPorto VelhoVilhena

Com sinais de embriaguez, médico é impedido de embarcar para Vilhena, agride policiais e acaba preso na capital

"Sou médico do hospital João Paulo II, vou aguardar vocês chegarem lá, saberei o que fazer com vocês"

Um médico de 39 anos, supostamente embriagado, causou muita confusão na noite de segunda-feira (26) na rodoviária de Porto Velho ao ser proibido de viajar.

O boletim de ocorrência relata que um fiscal do Departamento de Estrada e Rodagens (DER), de serviço no local, percebeu que o médico estava muito embriagado e comunicou a um dos funcionários da empresa de ônibus que ele não poderia embarcar.

Foi então que o médico se revoltou, disse que precisava ir para a cidade de Vilhena e ninguém o impediria.

Agressivo, ele logo arremessou sua bagagem contra o fiscal. Uma equipe da Polícia Militar de plantão na rodoviária foi até o local de embarque e tentou dialogar com o médico, mas ele continuou muito alterado e inclusive começou a xingar os militares.

Ele colocava as mãos no órgão genital e fazia gestos obscenos para os policiais. O homem exaltado tentou agredir ainda um dos militares e foi necessário pedir reforço policial para ser possível imobilizá-lo devido ao seu porte físico.

Já na Central de Flagrantes, o médico passou a ameaçar os militares e o servidor do DER. “Sou médico do hospital João Paulo II, vou aguardar vocês chegarem lá, saberei o que fazer com vocês”, dizia ele. Os militares contaram ainda que o médico fazia sinais com as mãos como se tivesse atirando contra o servidor do DER. A ocorrência foi registrada como crime de ameaça.

Fonte: Rondoniaovivo

Artigos relacionados

Sua opinião é muito relevante para nós do site Roagora

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: