ALE 01 09
GOV-2 13 11

Com embargo chinês, carne bovina tem menor exportação mensal em 3 anos

5 novembro, 2021

Em outubro, o Brasil exportou apenas 82,18 mil toneladas de carne bovina, o menor volume desde junho de 2018, quando uma greve de caminheiros, que durou dez dias, impediu que cargas saíssem dos frigoríficos e chegassem nos portos.

Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e foram analisados por pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP).

Eles destacam que é a primeira vez em pouco mais de três anos que as exportações brasileiras de carne bovina ficam abaixo de 100 mil toneladas, resultado da suspensão das compras chinesas que, nesta quinta-feira (4), completa dois meses.

Com embargo chinês, carne bovina tem menor exportação mensal em 3 anos

Os embarques foram interrompidos após dois casos atípicos de vaca louca terem sido notificados em Minas Gerais e Mato Grosso.

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) já informou que as ocorrências não representam risco para a cadeia de produção bovina brasileira. Mesmo assim, a China mantém o veto.

No mercado nacional, a demanda por novos lotes para abate se mantém baixa e a entrada de animais de confinamento vem crescendo.

Assim, em outubro, o Indicador do boi gordo CEPEA/B3 recuou 11,83%, encerrando o mês a R$ 257,10. No dia 28 de outubro, o indicador chegou a fechar a R$ 254,10, o menor valor nominal desde o início de outubro de 2020.

Fonte: G1

 

Roagora Fanpage

Comentarios