BANNER GOVERNO

Caso de deputado Lebrão recebendo propina ainda sem resposta

22 janeiro, 2021

Vale ressaltar que Lebrão foi acusado pela PF de ter utilizado carro oficial para ir receber a propina


PORTO VELHO-RO: Ao final dessa semana completará cinco meses que o deputado estadual José Lebrão foi flagrado em vídeo pela Polícia Federal – PF, colocando maços de dinheiro oriundos de propina de serviços dentro de uma sacola de lixo em um escritório localizado na cidade de Ji-Paraná.

Lebrão sequer chegou a esclarecer publicamente as acusações apresentadas pela Polícia Federal que levaram à prisão de sua filha, ex-prefeita da cidade de São Miguel do Guaporé, Gislaine Lebrinha.

Caso de deputado Lebrão recebendo propina ainda sem resposta

Processo de cassação

Uma instauração de processo de cassação do mandato de Lebrão foi aberta na ALE/RO, porém a morosidade travestida em nome de ‘tramites legais’, pode deixar Lebrão gozando muito tempo do mandato e da cara da população rondoniense.

O presidente o Conselho de Ética é o deputado estadual Ismael Crispim, que afirmou estar seguindo todas as formas dispostas por resolução da própria ALE/RO, sendo que o deputado Lebrão tem o limite de dez sessões do Conselho para apresentar sua defesa.

Em quase cinco meses foram seis sessões, o que deixa o deputado Lebrão com uma margem de tempo garantida até a primeira quinzena do mês de março para que finalmente tenha o pedido julgado pelo Conselho de Ética.

“Estamos cumprindo tudo aquilo que está disposto no regimento da Casa. Se o deputado não apresentar a defesa dele até a conclusão de dez sessões após a abertura do processo, será nomeado outro parlamentar para realizar sua defesa”, afirmou Ismael Crispim.

Vale ressaltar que Lebrão ainda foi acusado pela Polícia Federal de ter ido até o escritório onde foi gravado recebendo o dinheiro criminoso utilizando o carro da Assembleia Legislativa.

Salário em dia

Enquanto isso, Lebrão continua usufruindo suas prerrogativas de legislador estadual, uma delas é a de que não pode ser preso, outra é o salário e benefícios do cargo. Apenas no mês de dezembro o deputado levou de pagamento pelos serviços prestados ao estado de Rondônia mais de 50 mil.

Fonte: Rondonoticias

Roagora Fanpage

Comentarios