DestaquePolíciaRondônia

Cadeirante baleado no rosto já tinha sobrevivido ao levar tiro na cabeça

David que cumpre prisão provisória em regime domiciliar devido à sua condição de cadeirante, é suspeito de participação em crimes de tráfico de drogas e teria ficado paraplégico após ser alvejado por dois disparos de espingarda quatro anos atrás

sexta-feira, 04/12/2020

FOLHA DO SUL ONLINE – A reportagem do site citado confirmou, na manhã desta terça-feira, 03, que a vítima de um atentado a tiros em Vilhena, David Andrade Ramos, de 31 anos, baleado na face na última sexta-feira, 30, na varanda da residência onde mora, na rua Pernambuco, no Setor 19, é o mesmo homem que sobreviveu a um tiro na cabeça, no dia 20 de dezembro de 2016, dentro de uma residência localizada na rua Abunã, bairro União II, no 2º Distrito, em Ji-Paraná.

David que cumpre prisão provisória em regime domiciliar devido à sua condição de cadeirante, é suspeito de participação em crimes de tráfico de drogas e teria ficado paraplégico após ser alvejado por dois disparos de espingarda quatro anos atrás, quando ainda residia em Ji-Paraná, onde possui várias passagens pela polícia.

No primeiro atentado sofrido, David foi alvejado na cabeça e no abdômen e passou muito tempo internado. Agora, ele foi baleado a queima-roupa no rosto por um suspeito, que teria chegado ao local em um veículo Gol de cor branca.

LEIA TAMBÉM:

Corpo de idoso é encontrado em decomposição dentro de residência

As últimas informações dão conta de que David, que foi socorrido por uma unidade do corpo de Bombeiros consciente, continua internado e aguarda transferência para a cidade de Cacoal, onde será submetido a uma cirurgia que não é realizada em Vilhena, mas não corre risco de morte.

A Delegacia de Homicídios está apurando o caso, mas ainda não tem informações sobre a identidade dos autores do crime.

Rondoniaovivo

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar