DestaqueJaruPolícia

Após prisão do falso pastor, acusado de estuprar duas crianças, mais quatro vítimas procuram a polícia

terça-feira, 01/12/2020

Nesta quarta-feira (04), o falso pastor acusado de estuprar duas crianças se apresentou na Unisp de Jaru, onde foi preso por estar com mandado de prisão em aberto.

A Delegacia Especializada em atendimento à Mulher (DEAM), está investigando o caso do pastor. O site recebeu informações de alguns detalhes do andamento das investigações.

Após a primeira vítima de 13 anos, denunciar os abusos cometidos pelo pastor, as notícias correram nas redes sociais onde motivou outra vítima se pronunciar sobre o pastor, onde a criança disse que também foi abusada pelo pastor. Foi realizado o exame de conjunção carnal nas duas vítimas sendo comprovada o ocorrido.

O falso pastor, usando de seu cargo da igreja “Tenda dos Milagres” que se localiza no setor 08, se aproveitou das vítimas onde falava para elas que se não tivessem relações sexuais com ele o diabo iria levá-las.

O delegado Rodrigo Spiça responsável pela Delegacia Especializada em atendimento à Mulher (DEAM), após analisar as provas, representou pela prisão temporário do líder religioso. O pastor vendo a repercussão nas redes sociais se apresentou hoje na Unisp, acompanhado de um advogado, mas devido ao mandado já estar em aberto ele foi preso pela polícia civil.

LEIA TAMBÉM:

Motociclista morre após ser atropelado por caminhão em Porto Velho

Os investigadores receberam informações que mais quatro, possíveis vítimas relataram que foram estupradas pelo falso pastor. As vítimas permanecem em segredo de justiça, sendo acompanhadas por psicólogos devido ao trauma.

O pastor foi ouvido pelo caso e posteriormente será encaminhado para o presídio de Jaru.

Rondônia em ação
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar