ALE 01 09
GOV 11 12

Ajudante de pedreiro baleado na cabeça não resiste e morre na UPA em Vilhena

5 janeiro, 2022

Não resistiu e foi a óbito logo após dar entrada na UPA, em Vilhena, o homem de 32 anos identificado como Raimundo Juliano Carvalho. Ele havia sido alvejado com vários tiros, que o atingiram no peito e cabeça.

Ajudante de pedreiro baleado na cabeça não resiste e morre na UPA em Vilhena

O crime aconteceu numa casa no bairro São José, onde Raimundo havia acabado de chegar de moto. No local estavam três dependentes químicos que moram no imóvel e testemunharam a execução. Um deles foi até a casa da vítima e chamou sua esposa.

Sangrando muito e com perda de massa encefálica, o baleado foi levado numa viatura dos Bombeiros, onde os médicos tentaram, sem sucesso, reanima-lo. A família está no local aguardando a liberação do corpo.

Um amigo de Raimundo, com quem ele trabalhava como ajudante de pedreiro, o descreveu como um homem trabalhador, mas que “tinha seus vícios”.

Ainda não há pistas sobre a autoria ou a motivação do assassinato, o terceiro registrado hoje em Vilhena.

Fonte: Folha do Sul

Roagora Fanpage

Comentarios