banner Api 01/05

Adolescente dopada e estuprada pelo próprio pai desconfiou de gravidez e foi ameaçada de morte

2 fevereiro, 2020

A garota de 17 anos, que era dopada, estuprada e mantida em cárcere privado pelo pai biológico, afirmou que também era ameaçada de morte pelo agressor. A menina também desconfiava estar grávida e pediu para que o acusado comprasse teste para confirmar a suspeita.

O pai, de 44 anos, foi preso na segunda-feira (27), após vizinhos ouvirem gritos de socorro da adolescente e chamarem a polícia. Acusado era morador de um condomínio do bairro Residencial Paiaguás.

As novas revelações foram feitas pela família da vítima, em entrevista para a TV Rondon, afiliada ao SBT em Cuiabá.

De acordo com reportagem, o pai estuprou a filha seguidamente com o argumento de que se ela contasse sobre o crime para alguém o mataria juntamente com familiares.

Mensagens de decepção da garota também foram exibidas. Ela se lamenta ao pai.

“Tô muito magoada com o que aconteceu essa noite. O senhor disse que queria me fazer feliz e falou que nunca iria fazer isso comigo, mas fez. Queria que me considerasse como filha, como realmente sou e não fizesse isso comigo como se eu fosse uma mulher qualquer”, disse a garota.

Conforme apurado, a vítima é filha biológica do homem e o havia procurado por meio das redes sociais. Após a localização, o agressor prometeu uma vida melhor à filha, inclusive pagando cursos de formação.

Ela foi até o apartamento do agressor, tomou um remédio e acordou pela madrugada com o pai fazendo sexo oral nela. A garota também conta que estava com a vagina doendo.

VEJA TAMBÉM:

Uma nova polêmica sobre Jesus na Sapucaí para o Carnaval 2020

A jovem ainda disse que suspeita estar grávida e pediu para que o pai comprasse um teste para ela. O agressor disse que ela abortaria o filho ou ele e ela tomariam veneno para morrerem juntos e ninguém descobrir a série de estupros.

Veja a reportagem do SBT na íntegra.

Fonte: Reportermt

Roagora Fanpage

Comentarios