Curiosidades

Infestação de Escorpiões no Brasil pode ser mais séria do que você imagina

Existem problemas que devem ser pensados, debatidos e analisados em grupo, porém, deve-se ter em mente que eles podem ser contidos ainda que não sejam plenamente solucionados. Quando falamos desse tipo de problema, podemos conversar sobre trânsito, corrupção e violência urbana.

Sendo assim, existe um novo problema que vem ganhando a atenção de muitos centros urbanos do Brasil. De Goiânia à São Paulo, grandes metrópoles estão sofrendo anualmente com grandes pragas de escorpião.

Para você ter uma ideia, só em São Paulo, picadas de escorpião triplicaram nas últimas duas décadas. O que causa um estranhamento, uma vez que, até pouco tempo, escorpiões eram comuns apenas em áreas rurais.

Escorpiões nos centros urbanos

A vida urbana atual é, realmente, imprevisível. A infestação de escorpiões em grandes centros urbanos é a prova concreta desse fato. Você acha que isso é um problema enfrentado apenas no Brasil? Para você ter uma real ideia, hoje, cerca de 2,5 bilhões de pessoas em todo o mundo, do México à Rússia, vivem com escorpiões. Esse aracnídeo venenoso prefere habitats quentes e secos.

As cidades brasileiras também fornecem um excelente habitat, quente e seco, para estes escorpiões, segundo os especialistas alertam. Nessas regiões, há locais que oferecem abrigo em redes de esgoto, onde há muita água e comida no lixo que não é recolhido, e além disso, são lugares onde estes animais não sofrem a ameaça de predadores naturais.

Essa espécie é bastante adaptável. Como o clima no Brasil fica mais quente devido às mudanças climáticas, os escorpiões estão conseguindo se proliferar por todo o país. Até mesmo regiões que não possuem histórico com o animal, como regiões frias, andam precisando lidar com a presença deles.

O perigo dos escorpiões

Apesar de bastante dolorosas, as picadas de escorpião, na maioria das vezes, não são fatais. Em 2017, oitenta e oito pessoas morreram por causa de picadas de escorpião. A maioria dos mortos foram basicamente crianças.

Na cidade de Americana, que se situa no interior paulista com cerca de 200 mil habitantes, em algumas buscas foram capturados mais de 13 mil escorpiões no ano 2018. Você tem ideia do quão grande é esse número? Ele é o equivalente a um escorpião para cada 15 pessoas.

A espécie predominante no Brasil é o perigoso escorpião amarelo, ou Tityus serrulatus. Ele se reproduz por meio da partenogênese (quando um escorpião feminino simplesmente gera cópias de si próprio duas vezes por ano, sem a necessidade de participação masculina). Cada instância da reprodução partenogenética pode gerar de 20 a 30 filhotes. Embora a maioria morra em seus primeiros dias e semanas de vida, livrar as cidades brasileiras de escorpiões seria praticamente impossível em meio a essas circunstâncias expostas.

E aí, o que você acha dos escorpiões rodando por aí agora? Está com medo? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que morre de medo de levar uma picada bem dolorida, aquele abraço.

Fonte: Fatosdesconhecidos

Tags
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Close