Colunas

Estudar em casa tem dado certo em muitos países

O ensino domiciliar pode se tornar também economia para o país que tem sérios problemas com salas de aulas. Contratações de profissionais do ensino, transportes escolar, violência, bullying e outras dificuldades ao processo de ensino e aprendizagem.

O Ministério da Educação anunciou projeto de ensino domiciliar. Um novo modelo de ensino no país, em que o aluno estudará em casa. Sem a necessidade de ir á escola. Essa novidade no Brasil já existe a três ou quatro décadas em países de primeiro mundo. Assim como o ensino superior por EAD. O Projeto de lei sobre a matéria foi assinada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro que durante a campanha eleitoral criticou o modelo de ensino no país em que rompia com valores morais e familiares.

Negócios e entretenimentos rurais
Coluna de Solano Ferreira

Pelo que está proposto, o ensino em casa precisa de acompanhamento dos pais ou responsáveis, que terão a responsabilidade de definir metodologia e acompanhar as avaliações dos estudantes que optarem por esse modelo. Isso significa que nem todo aluno terá essa possibilidade, já que muitos pais não dominam a técnica de estudo individualizado. No Brasil sempre dominou o ensino moderado por um professor que na maioria das vezes atua de forma expositiva, ou seja, o professor dita e domina o conteúdo.

Estudar em casa vai proporcionar o controle dos pais sobre os filhos em questões de valores morais, familiares, dogmas. E até desvios de condutas que possam levar a vícios, atitudes essas que os estudantes acabam vulneráveis no convívio social nas escolas com os colegas de diferentes formações sociais. Culturais, familiares e religiosas. De outro lado, o isolamento no lar ou no meio social em que vive, deixa o aluno sem o amadurecimento social necessário para a convivência em grupos no decorrer da vida. A não ser que os pais ou responsáveis tenham estruturas metodológicas para proporcionar esse desenvolvimento social no individuo.

Outra questão que deve ser considerada é que o ensino domiciliar. Dará a oportunidade de outras ações sociais para o estudante. Como poderá fazer o seu tempo e escolher os horários para estudar, em qualquer lugar. A fase de aprendizagem poderá ser melhor otimizada com outras atividades de formação e socialização. Cursos livres, práticas desportivas e até aprendizagens profissionais serão facilitadas já o estudante terá tempo. Assim também. Será possível aos pais ou responsáveis o controle dos filhos. Nas evasões como tempo fútil na internet que tem sido grande problema para essa geração.

Veja também BR-319: Sargento da PM é amarrado durante roubo de caminhonete e pistola

O assunto é bom e rende muito proveito se for bem aplicado. Se seguir modelos já existentes e com sucesso em outras nações. O ensino domiciliar pode se tornar também economia para o país que tem sérios problemas com salas de aulas. Contratações de profissionais do ensino, transportes escolar, violência, bullying e outras dificuldades ao processo de ensino e aprendizagem.

Artigos relacionados

Um comentário

Sua opinião é muito relevante para nós do site Roagora

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: