BrasilDestaquePolícia

Caso Danilo: padrasto teria matado menino afogado na lama porque ele se ‘comportava mal’

sexta-feira, 04/12/2020

O assassinato do menino Danilo de Souza mexeu com a cidade de Goiânia, no estado de Goiás. Ele ocorreu no parque Santa Rita e o principal suspeito é o padrasto do garoto. O homem, um servente de pedreiro, já respondia por tentativa de feminicídio. Em 2018, ele teria tentado matar a mãe da criança à facada. Mesmo assim, estava solto e talvez tenha cometido outro crime.

O corpo de Danilo foi localizado pelo Corpo de Bombeiros uma semana depois de desaparecer. A Polícia Civil teve dificuldade de chegar ao local. Além do padrasto, outro servente de pedreiro, que seria amigo do suspeito,  também teria ajudado no crime. Ele teria recebido dinheiro para realizar o ato, segundo informações da polícia.

LEIA TAMBÉM:

TERROR! Homem morre a terçadadas durante confusão no AM

Mau comportamento de Danilo teria sido motivação para assassinato do menino

O garoto foi morto após ser afogado na lama. A polícia neste domingo, 2 de agosto, trouxe novidades, como, por exemplo, a motivação para o crime. Segundo uma reportagem do site Correio Braziliense, o servente de pedreiro não gostava do comportamento do garoto,  que não seria positivo para ele.

Esse suposto mau comportamento teria levado o menino à morte. O colega e padrasto da vítima foram presos em flagrante pela Polícia Civil de Goiás pelos crimes de ocultação de cadáver e homicídio qualificado. O caso Danilo abriu uma discussão a respeito de criminosos que tem passagem rápida pela polícia e até na cadeia, mesmo após serem acusados de crimes violentos.

Além disso, por envolver uma criança e a causa da morte ser muito cruel – o garoto foi afogado na lama, o caso deixou muita gente revoltada.

Fonte: 1NEWS

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar