DestaqueMundo

BRUTALIDADE! Noiva é morta e enterrada com vestido de casamento

Wendy Martinez, de 35 anos, foi brutalmente assassinada no meio da rua

Uma noiva foi esfaqueada até a morte dias depois de ter sido pedida em casamento, e em seguida enterrada em seu vestido de noiva.

De acordo com a polícia, Wendy Martinez, de 35 anos, foi brutalmente assassinada no meio da rua por Anthony Crawford.

Noiva é morta e enterrada em vestido de casamento

Wendy Martinez havia acabado de ficar noiva do amor de sua vida, Daniel Hincapie, durante um almoço inesquecível em Washington DC, o que foi o suficiente para que o casal começasse a planejar o casamento imediatamente.

Em apenas alguns dias, Wendy já havia escolhido seu primeiro vestido de noiva, e o casal também já estava a procura de locais para celebrar o matrimônio.

Tudo estava indo perfeitamente bem até seis dias após o pedido: Wendy chegou do trabalho por volta das 19h30, e em seguida informou Daniel que ia correr na rua, já que ela estava treinando para a maratona de Boston.

BRUTALIDADE! Noiva é morta e enterrada com vestido de casamento

Enquanto a noiva se exercitava, Daniel também foi à academia do prédio, e chegou em casa por volta das 21h. No local, Wendy ainda não havia dado sinal.

Preocupado, Daniel tomou um banho e enviou uma mensagem para descobrir onde ela estava: “você está bem?”, escreveu ele.

Sem resposta, o noivo decidiu usar um aplicativo para rastrear o telefone de Wendy, que mostrou que ela estava a dois quarteirões de distância de onde moravam.

Mulher tentou pedir ajuda em restaurante antes de morrer

Próximo do apartamento de Daniel e Wendy, clientes aguardavam os pedidos de delivery em um restaurante chinês-americano. De repente, a porta se abriu e uma mulher com roupas de corrida entrou pedindo socorro: era Wendy, completamente ensanguentada. 

Enquanto corria, a mulher foi esfaqueada seis vezes na cabeça e no pescoço, e mais uma vez nas costas.

No momento, imagens de segurança mostram Wendy tentando avisar as pessoas de que havia um homem pronto para atacar, além de estranhos tentando desesperadamente a salvar. 

Apesar dos esforços da equipe médica, Wendy morreu antes mesmo de chegar ao hospital devido a gravidade dos ferimentos.

Investigações levaram até o suspeito rapidamente

No local do crime, uma faca foi encontrada pelos investigadores, e imagens das câmeras de segurança mostraram um homem roubando o objeto de um supermercado minutos antes.

Em 48 horas, um sem-teto chamado Anthony Crawford, de 24 anos, foi preso em um parque local a apenas um quilômetro de distância: ele tinha as mesmas características repassadas por testemunhas, mas não tinha conexão com Wendy. Foi apenas um ataque aleatório.

Veja mais Homem é preso após invadir casa e estuprar menina de 7 anos em Rondônia

Após a prisão de Anthony, Cora, mãe de Wendy, demonstrou compaixão: “quero dizer que perdoei. Meu coração está partido em mil pedaços, mas eu perdoo o homem porque sei que não era ele. Era outra pessoa – era maldade”.

Além disso, a mãe de Wendy prometeu enterrar a filha em seu vestido de noiva, e Daniel chegou a correr a maratona de Boston em homenagem a Wendy.

No tribunal, Anthony se declarou culpado do assassinato, e a investigação mostrou que Wendy havia parado em um cruzamento à espera de um sinal de trânsito quando foi atacada e esfaqueada sete vezes.

Em setembro, Anthony fez uma declaração durante sua sentença. “Quero me desculpar com a família de Wendy por minha má decisão”.

Assassino de mulher tinha problemas mentais

Conforme o advogado de Anthony, seu cliente ainda tentava buscar explicações sobre o que tinha acontecido.

“Ele está tentando entender o que aconteceu. Mas todos sabemos o motivo: é a doença mental do senhor Crawford. O monstro não é o senhor Crawford, mas  o cérebro dele”.

 

Por fim, Juan, irmão de Wendy, pediu ao juiz para que Anthony pegasse 35 anos de prisão, o equivalente a idade de sua irmã quando morreu.

Apesar disso, o juiz sentenciou Anthony a 30 anos de prisão, além de cinco anos de liberdade vigiada.

“Você é cruel, cruel e desnecessariamente terminou a vida de alguém que todos parecem concordar que era uma pessoa maravilhosa. Reconheço os problemas mentais que podem ter contribuído para essas ações, mas eles criaram danos inevitáveis, duradouros e permanentes”, finalizou Juan.

Fonte: RIC Mais

Artigos relacionados

Sua opinião é muito relevante para nós do site Roagora

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: